Formiga, Tamires e Debinha dão triunfo ao Brasil sobre Polônia

esportes
08.10.2019, 17:13:00
Atualizado: 08.10.2019, 18:37:57
Jogadoras do Brasil comemoram (Daniela Porcelli/CBF)

Formiga, Tamires e Debinha dão triunfo ao Brasil sobre Polônia

Seleção feminina segue invicta sob o comando de Pia Sundhage

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A seleção brasileira feminina segue ampliando sua maré de invencibilidade. Nesta terça-feira (8), a equipe derrotou a Polônia por 3x1, em amistoso disputado na Suzuki Arena, em Kielce, na casa do adversário. Formiga, Tamires e Debinha foram as autoras dos gols brasileiros e Malgorzata Mesjasz descontou.

O novo triunfo manteve a técnica sueca Pia Sundhage invicta no comando do Brasil - agora, são três vitórias e um empate em quatro jogos. A treinadora estreou com goleada de 5x0 sobre a Argentina, ficou no 0x0 com o Chile e, no último sábado (5), aplicou 2x1 na Inglaterra - marcando o primeiro triunfo da equipe nacional sobre as adversárias europeias, que foram semifinalistas da Copa do Mundo da França.

O Brasil conseguiu o placar favorável ainda no início do jogo. Andressa Alves cobrou escanteio e Formiga subiu sozinha, cabeceando no canto direito da goleira Katarzyna Kledrzynek, aos oito minutos. 

Após se ver atrás no marcador, a Polônia cresceu e passou a investir em contra-ataques. Mas a adversária falhava na linha de impedimento e nas defesas de Bárbara, que aparecia bem no primeiro tempo e não deixava o marcador igualar. Assim, o Brasil assegurou a vitória parcial na ida aos vestiários.

Para o segundo tempo, a treinadora sueca promoveu suas anunciadas mudanças no time e colocou Kathellen, Debinha e Luana nas vagas de Poliana, Thaísa e Victoria, respectivamente.

As alterações deram certo: no primeiro minuto pós-intervalo, Debinha tentou ampliar, mas acabou mandando a bola para cima do travessão. Pouco depois, fez uma linda jogada e cruzou rasteiro. Sem a defesa rival cortar, Tamires conseguiu aproveitar e bateu de primeira ao fundo do gol, fazendo 2x0 aos três minutos da segunda etapa.

O único gol da Polônia saiu aos 12, após uma cobrança de falta. A zagueira Malgorzata Mesjasz subiu sem marcação e mandou, de cabeça, no canto esquerdo de Bárbara.

Quando o relógio já marcava os 33 minutos da etapa final, Ludmila recebeu na área, passou pela goleira adversária e cruzou para Debinha, que só precisou escorar com o quadril para o gol vazio.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas