Francesa revela que disputou a Olimpíada de Tóquio grávida

esportes
18.08.2021, 18:24:00
Valériane disputou os Jogos de Tóquio grávida (Reprodução/Instagram @valeriane_ayayi)

Francesa revela que disputou a Olimpíada de Tóquio grávida

Jogadora de basquete está no terceiro mês de gestação e foi medalha de bronze nos Jogos do Japão

Uma jogadora de basquete francesa surpreendeu ao anunciar que disputou grávida a Olimpíada de Tóquio. Valériane Ayayi Vukosavljevic, de 27 anos, está com três meses de gestação, e faturou a medalha de bronze no Japão no dia 7 deste mês. Além dos Jogos, ela também participou de outras duas competições nas últimas semanas.

"A gravidez não é uma doença. Não o impede de praticar seu esporte", disse a atleta, em entrevista ao France Info. Segundo Valériane, durante as competições, apenas a médica da seleção francesa e a sua treinadora, Valérie Garnier, sabiam da gravidez. Também recebeu liberação de seu ginecologista e da Federação de basquete.

"Eu queria ficar quieta e fazer minhas competições sem me preocupar, sem ter que lidar com as reações de outras jogadoras, a mídia ou outros. Tive medo de que as companheiras de equipe, ou mesmo as adversárias agissem de forma diferente comigo em campo, sob o pretexto de que eu estava grávida", afirmou.

A jogadora, porém, admitiu que sentiu algumas diferenças no desempenho. "Muitas cãibras e fortes golpes de cansaço".

Valériane anunciou a novidade com uma postagem nas redes sociais, na semana passada. Na foto, ela exibia três medalhas e a barriguinha de três meses de gestação.

"Campeã da França, vice-campeã da Europa e medalhista olímpica, mas minha melhor medalha tenho mantido aquecida o tempo todo", escreveu. "Agora é a hora de eu descansar, curtir essa gravidez com meu marido e minha família", completou.

Ainda sobre a Olimpíada, a atleta afirmou que precisava tranquilizar o marido à distância. "Ao final de cada partida, ele me lembrava um momento em que eu havia caído ou fui bloqueada por uma garota que chegava com velocidade. Expliquei a ele que era muito melhor eu não pensar, porque é quando você pensa que as coisas acontecem".

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas