Frente fria dá uma trégua, mas mar agitado assusta banhistas na Barra

salvador
21.07.2019, 13:51:00
Atualizado: 21.07.2019, 14:24:04
Banhistas observam a força das ondas no Porto da Barra (Foto: Marina Silva/ CORREIO)

Frente fria dá uma trégua, mas mar agitado assusta banhistas na Barra

Previsão é de tempo nublado a parcialmente nublado, com possibilidade de chuva em áreas isoladas

A frente fria que chegou a capital baiana desde a última quarta-feira (17) resolveu dar uma trégua aos baianos e turistas que arriscaram sair de casa neste domingo (21). Mesmo com o sol inesperado, o mar apresentou uma ressaca daquelas e provocou ondas altas que assustaram quem estava no Porto da Barra. Ali, onde quase não bate onda, deu até para surfar. 

De acordo com o site do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), a previsão para o restante da tarde deste domingo em Salvador é de tempo nublado a parcialmente nublado, com possibilidade de chuva em áreas isoladas.

Mar agitado fez a alegria dos surfistas (Foto: Marina Silva/ CORREIO)

Já as temperaturas alternam, com mínima de 23° e máxima de 27°. Ao longo do dia são esperados ventos moderado/forte, com algumas rajadas. O clima mais fresco não interrompeu a alegria de quem foi à praia. 

O eletrotécnico Jorge Ribeiro, 43 anos, contou que bastou ver que o tempo havia melhorado, enquanto voltava da padaria perto de casa, para decidir cair no mar. Ele disse que tentou fazer isso no sábado (20), mas que o mau tempo não deixou.

“Quando eu acordei estava chovendo bastante, desde a madrugada. Depois que fui na padaria e vi que o sol estava saindo, aproveitei e chamei meu filho e meu sobrinho para dar um mergulho e tomar uma cervejinha. Vim aproveitar o domingo de folga, e que bom que fez sol.  Não foi nada combinado, mas acabou dando tudo certo. Cheguei até a vim na praia ontem, mas como choveu, o mergulho teve que ficar para depois”, contou Jorge, que é morador da Barra há 9 anos.

Jorge contou que resolveu ir à praia quando voltava da padaria (Foto: Marina Silva/ CORREIO)

Mas ninguém torceu tanto para o sol aparecer quanto a vendedora ambulante Andreza Cristina Santos, 28. Ela, que vende água mineral e cerveja em frente ao Farol da Barra, afirmou que estava ansiosa, contando os dias para o tempo melhorar. O objetivo é recuperar o prejuízo que teve durante os últimos dias de chuva.

“Vim trabalhar, ontem, na esperança de vender alguma coisa, achei que ia ser sol, mas começou a chover muito e eu fiquei torcendo para passar logo, mas não aconteceu e voltei para casa. Hoje, ainda bem que o sol deu as caras e posso vender alguma coisa e recuperar o prejuízo que tomei ontem”, contou a vendedora.

Andreza Cristina está contando com o sol para recuperar o prejuízo dos dias de chuva (Foto: Marina Silva/ CORREIO)

Faça chuva ou faça sol
Houve também quem estivesse disposto para um banho de mar neste domingo de qualquer maneira, ao menos, foi o que garantiu a estudante Fernanda Andrade, 15 anos. Ela reuniu a turma do colégio, todos moradores do bairro do IAPI, e marcou o ‘rolê’ com os amigos desde a última semana e disse que nem a chuva atrapalharia.

“Nós combinamos tudo desde a semana passada, olhamos no aplicativo de previsão do tempo para ver como estaria hoje. A gente sabia que estava chovendo há alguns dias, mas isso não ia atrapalhar o nosso encontro. Vamos ficar até o final da tarde, queremos acompanhar o pôr do sol”, contou.

Estudantes foram em grupo aproveitar a praia (Foto: Marina Silva/ CORREIO)

O calçadão da orla ficou movimentado. Muita gente aproveitou a brecha no mau tempo para fazer caminhadas, levar o cachorro para passear ou brincar com as crianças. O professor Rubens Cesar, 54, não abriu mão da pedalada matinal que faz todo domingo. Embora soubesse da chuva do início da manhã, ele afirmou que não ficou preocupado.

“Quando eu vi a previsão meteorológica dizendo que o dia seria de sol, com muito vento, mas com chuva isolada, não me importei muito, decidi vim pedalar assim mesmo. Por sorte, a chuva veio primeiro, e logo cedo. Depois apareceu o sol e ficou melhor ainda para pedalar. Mas comigo não tem essa, pedalo tanto no sol quanto na chuva, mas, claro, sabendo do risco de acidentes que é maior nos dias chuvosos”, contou Rubens, que pratica o ciclismo há 5 anos.

Rubens aproveitou o sol para pedalar (Foto: Marina Silva/ CORREIO)

Para a segunda-feira (22), a previsão é de temperatura mínima de 25º e máxima de 27° com muitas nuvens ao longo do dia, segundo o INMET.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/estudante-acusado-de-racismo-tentou-usar-cota-para-entrar-na-ufrb/
Ele teve o pedido negado, mas tentou recurso para conseguir vaga
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/estudante-e-hostilizado-em-residencia-vamos-ver-com-quantos-paus-se-mata-um-racista/
Caso ocorreu na residência universitária onde morava o estudante que se recusou a receber prova de professora negra
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/papo-de-segunda-ganha-mais-uma-temporada-de-verao-gravada-em-salvador/
Porchat, Emicida, Francisco Bosco e João Vicente também gravaram episódios em Recife
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/dancarino-de-clipe-de-anitta-e-morto-no-rio-estarrecida/
Segundo moradores, ele foi assassinado por vingança após uma briga
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/aluno-da-ufrb-e-acusado-de-racismo-por-recusar-prova-de-docente-negra/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/morre-marie-fredriksson-vocalista-da-roxette/
Ela foi diagnosticada em 2002 com um tumor no cérebro
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/filme-sobre-geovane-morto-por-policiais-chega-ao-festival-do-rio/
Dirigido por Bernard Attal, documentário se baseia em caso revelado pelo CORREIO
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/harmonia-recebe-ludmilla-e-ferrugem-em-gravacao-de-dvd-no-wetn-wild/
Gravação acontece na estreia d'A Melhor Segunda Feira do Mundo, no dia 6 de janeiro
Ler Mais