Gabriel Jesus festeja vaga com gol de pênalti: 'Pedi para bater'

esportes
28.06.2019, 09:10:00
Atualizado: 28.06.2019, 10:21:06
Gabriel Jesus se prepara para cobrar pênalti na decisão diante do Paraguai (Lucas Figueiredo/CBF)

Gabriel Jesus festeja vaga com gol de pênalti: 'Pedi para bater'

Cobrança do atacante garantiu a classificação do Brasil às semifinais

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Depois de desperdiçar um pênalti na goleada sobre a seleção peruana por 5x0, Gabriel Jesus pediu para bater a penalidade na disputa da noite de quinta-feira (27) contra o Paraguai, na Arena do Grêmio, e foi dele o gol que garantiu a classificação.

"Tem de ficar tranquilo. No jogo anterior não pude concluir o gol. Sai puto comigo mesmo porque não bati da minha forma. Foi um pouco de ansiedade. Pedi para bater de novo porque estava confiante. Batendo da minha maneira tinha mais chances de fazer o gol", comentou o atacante após o triunfo nos pênaltis que levou o Brasil às semifinais da Copa América.

No último sábado (22), quando a seleção de Tite já goleava o Peru por 5x0, na Arena Corinthians, Gabriel Jesus teve a chance de balançar as redes em uma penalidade no fim da partida, mas a sua cobrança foi defendida pelo goleiro adversário.

"No jogo anterior, não olhei para o goleiro e chutei forte logo. Agora, mais calmo e frio, pude ver ele (Gatito Fernández) movimentando para a esquerda e só 'chapei' do outro lado", prosseguiu.

Quem também acertou a cobrança, a que abriu a disputa, foi o meia Willian. O jogador entrou no segundo tempo e ainda acertou uma bola na trave no tempo regulamentar. "Criamos muito no segundo tempo. Importante foi que o time não desistiu. Estava preparado para as cobranças. Estudamos bem o adversário. Sempre gosto de abrir as cobranças, no clube sou assim. Muito feliz pela classificação", comentou.

O Brasil volta a campo na terça-feira (2), no Mineirão, nas semifinais, fase em que terá pela frente o ganhador do confronto entre Argentina e Venezuela, que se enfrentam nesta sexta (28), às 16h, no Maracanã. "Fica a lição de brigar até o final, de ser mentalmente forte", encerrou Willian.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas