Galvão Bueno defende adiamento da Olimpíada: 'Passar para 2021'

esportes
23.03.2020, 17:53:00
Atualizado: 23.03.2020, 17:57:39
(Foto: João Cotta/TV Globo)

Galvão Bueno defende adiamento da Olimpíada: 'Passar para 2021'

Narrador lamenta demora de atitude do Comitê Olímpico

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um membro do Comitê Olímpico Internacional (COI) disse, em entrevista à rede britânica BBC, que a Olimpíada de 2020, em Tóquio, será adiada para o ano que vem. Segundo Dick Pound, a decisão já foi tomada - porém, ainda não foi comunicada oficialmente pelo COI. E quem entrou na briga para que isso, de fato, aconteça foi Galvão Bueno.

"Impossível, não há a menor condição [dos Jogos acontecerem entre julho e agosto]. Um risco absurdo de não termos nenhum resquício desta pandemia daqui a quatro meses. Sabe porque ainda não fizeram como o futebol, que passou a Eurocopa e a Copa América para 2021? Por causa dos contratos. Isso é hora de pensar em contratos? É hora de pensar em uma solução e passar a Olimpíada para 2021", disse o narrador, em vídeo postado nas redes sociais.

Galvão, que começou a publicação falando dos cuidados para evitar o contágio do novo coronavírus, também comemorou o fato do COI estar analisando o adiamento.

"Finalmente, graças a Deus, parece que os responsáveis pelos Jogos estão caindo na real. O Comitê Olímpico Internacional deixou uma porta aberta, dizendo que vai discutir realmente a realização em outra época. Presidente do Comitê Japonês e e primeiro ministro também. Queria dar parabéns também ao Comitê Olímpico do Brasil, porque afirmou ser contra a realização daqui a quatro meses", falou.

Veja o vídeo:

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas