Garantido na semi da Liga das Nações, Brasil perde para Rússia

esportes
23.06.2021, 20:11:00
Atualizado: 23.06.2021, 20:11:05
Brasil foi superado pela Rússia na última rodada da Liga das Nações (FIVB/Divulgação)

Garantido na semi da Liga das Nações, Brasil perde para Rússia

Seleção masculina atuou com os titulares, mas não jogou bem e foi derrotada

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A seleção brasileira masculina de vôlei encerrou a fase de classificação da Liga das Nações com derrota. Nesta quarta-feira (23), em Rimini, na Itália, o Brasil perdeu por 3 sets a 0 para a Rússia, com parciais de 25/21, 28/26 e 25/20. O revés não prejudicou a equipe nacional no torneio, já que conseguiu se manter na liderança e já estava garantida nas semifinais.

O Brasil foi beneficiado pela derrota da vice-líder Polônia para a França e terminou a fase classificatória da Liga das Nações na primeira colocação, com 38 pontos (13 vitórias e dois reveses). Embora tenha emplacado seis vitórias seguidas, a Rússia fechou a competição no quinto lugar e ficou fora das semifinais, que já estão definidas.

Na próxima fase, a seleção brasileira vai enfrentar a França, seu algoz na fase de classificação, e a Polônia medirá forças com a Eslovênia. Os dois jogos serão no sábado (26) e os vencedores se enfrentarão domingo (27) na grande final. O Brasil luta por um título inédito. Na última edição do campeonato, em 2019, terminou em quarto lugar.

O oposto russo Mikhaylov foi o protagonista e maior pontuador da partida, com 14 pontos. Kliuka também se destacou e fez 13. Pelo time brasileiro, Wallace deixou a quadra com dez acertos, seguido por Lucarelli, com sete.

Depois de descansar boa parte dos titulares no triunfo sobre a Alemanha, o Brasil atuou com os titulares em quadra, mas não jogou bem. Foi, aliás, a pior atuação da equipe treinada interinamente por Carlos Schwanke na Liga das Nações.

Tanto no ataque, quanto na defesa, a seleção foi sonolenta, errou demais e esteve longe de repetir as atuações que o garantiram na primeira colocação da competição. Houve até alguns bons momentos, como no segundo set, o mais equilibrado dos três, mas os russos estavam inspirados e se impuseram.

Schwanke chegou a trocar todos os jogadores do time titular, mas não foi suficiente para vencer um set sequer. A equipe sofreu com o passe, não conseguiu marcar os ataques do rival e encontrou dificuldade para superar o forte bloqueio russo. O pensamento agora é entrar em quadra diante dos franceses com outra postura para ir à final.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
  • Assinaturas: 71 3480-9140
  • Anuncie: 71 3203-1812
  • Ache Aqui Classificados: 71 3480-9130
  • Redação: 71 3203-1048