Gastos com militares na pandemia supera ciência e direitos humanos

brasil
08.05.2021, 11:04:42
Atualizado: 08.05.2021, 11:19:07
(Marcos Corrêa/PR)

Gastos com militares na pandemia supera ciência e direitos humanos

Governo federal já destinou cerca de R$ 572 mi para as Forças Armadas durante o período da crise do coronavírus

Os gastos do Ministério da Defesa com ações da pasta e das Forças Armadas na pandemia já ultrapassou os R$ 572 milhões, número maior do que as despesas do governo federal com ciência e tecnologia, segurança pública, direitos humanos ou diplomacia no combate à covid-19.

A comparação foi feita pelo jornal Folha de S.Paulo por meio de dados de execução orçamentária de ações voltadas à pandemia, alimentados pela Câmara dos Deputados. Entre as funções designadas à pasta da Defesa estão a política do uso da cloroquina, o transporte de pacientes sem oxigência na região Norte e o suporte à vacinação da população.

Além disso, no âmbito fora da pandemia, as Forças Armadas tomaram outras frentes de atuação, desde o controle de estatais até à infraestrutura básica em cidades que não contam com a iniciataiva privada.

Cerca de 82% dos R$ 572 milhões foi destravado de forma emergencial, através de Medidas Provisórias (MPs) assinadas pelo presidente Jair Bolsonaro. O montante equivale à R$ 470 milhões. Além desse valor, as Forças Armadas receberam cerca de R$ 2 bilhões via Orçamento da União em 2020.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas