Gil testemunha a favor de Lula e diz desconhecer atos ilícitos do petista

brasil
09.08.2018, 23:05:00
(Foto: EBC)

Gil testemunha a favor de Lula e diz desconhecer atos ilícitos do petista

A audiência faz parte do processo que envolve o sítio de Atibaia (SP), que investiga se Lula se beneficiou de R$ 1,02 milhão em benfeitorias no local

O cantor Gilberto Gil, ministro da Cultura do ex-presidente Lula (PT) de 2003 a 2008, prestou depoimento, ontem, ao juiz federal Sérgio Moro como testemunha do petista e disse desconhecer atos ilícitos do ex-presidente durante seu período à frente do ministério. A audiência faz parte do processo que envolve o sítio de Atibaia (SP), que investiga se Lula se beneficiou de R$ 1,02 milhão em benfeitorias no local.

Questionado pelo advogado do ex-presidente, Cristiano Zanin, se tinha contato permanente com Lula quando ministro, Gil respondeu que sim. Perguntado se chegou ao seu conhecimento que o petista teria solicitado ou recebido vantagens indevidas, o artista disse que não. Gil também afirmou desconhecer benefícios concedidos às empresas Odebrecht e OAS em troca de reformas no sítio.

Em seguida, Moro perguntou se o músico tinha conhecimento de envolvimento dos ex-ministros José Dirceu e Antônio Palocci e do marqueteiro João Santana em esquemas de corrupção e lavagem de dinheiro. Todos foram condenados em primeira instância na Lava Jato. Gil respondeu que não.

“Tem conhecimento de que Palocci e João Santana são confessos em relação à prática de crimes de corrupção e lavagem de dinheiro?”, questionou o juiz. “Tenho ouvido notícias a respeito”, disse o artista. “Mas na época não tinha conhecimento?”, prosseguiu Moro. “Não”, Gil respondeu.