Giselle Itié explica briga após ter gravidez divulgada: "Me senti abusada"

em alta
24.09.2019, 11:22:02
Atualizado: 24.09.2019, 12:13:14
Giselle Itié explica briga após ter gravidez divulgada (Foto: Reprodução)

Giselle Itié explica briga após ter gravidez divulgada: "Me senti abusada"

A atriz ficou chateada ao descobrir que a notícia de sua gravidez teria sido "vazada" para a imprensa

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A atriz Giselle Itié se pronunciou sobre a confusão que protagonizou em um salão de beleza na última semana. Na ocasião, ela teria ficado chateada ao descobrir que a notícia de sua gravidez teria sido "vazada" para a imprensa e acusou funcionários do estabelecimento de serem os responsáveis. Ao colunista Leo Dias, a artista, que está grávida do primeiro filho com o ator Guilheme Winter, afirmou que se sentiu "abusada" por terem tirado sua liberdade de dar a notícia.

"Eu estava cortando o cabelo porque a gente ia fazer um ensaio na segunda-feira para anunciar esse momento mágico e lindo. Eu me senti tão acolhida naquela sala, e todos tão carinhosos. E aí eu contei: 'Estou cortando esse cabelo porque sou mãe'. E eu comecei a contar tudo", disse.

Horas depois de ter ido ao salão, Giselle afirmou que teria recebido várias mensagens de pessoas parabenizando-a. "Foi um momento muito difícil. Eu esperei meses para falar. Anunciar para amigos, sabe? Me tiraram a liberdade de falar sobre a minha gravidez. Me senti abusada", desabafou.

Sobre a confusão no salão de beleza, ela afirmou que entrou em contato com a assistente do local, que teria ficado chocada. "O pessoal do salão entrou em contato comigo. Eu pago R$ 500 em um corte de cabelo para, de repente, um profissional fazer um furo sobre minha gravidez", disse ela, que também confirmou a versão de que o dono do estabelecimento teria devolvido o dinheiro.

No Instagram, Giselle chegou a falar sobre os ataques que sofreu nas redes sociais após a repercussão da notícia. "As pessoas se sentiram na liberdade de me agredir com palavras horrendas. Isso não pode existir. Eu fui muito agredida, foi muito difícil", afirmou. As informações são do O Povo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas