Governo da França determina o fim do Campeonato Francês

esportes
28.04.2020, 15:05:00
Atualizado: 29.04.2020, 09:40:09
PSG de Neymar e Mbappé lidera com folga o Campeonato Francês (Foto: AFP)

Governo da França determina o fim do Campeonato Francês

Torneio ainda vai definir situações de rebaixamento, classificações e o campeão

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Campeonato Francês de futebol está encerrado, assim como qualquer outra competição de esporte coletivo em andamento na França por conta da pandemia do novo coronavírus. Quem garante é o primeiro ministro do país, Édouard Philippe, que nesta terça-feira (28) determinou o cancelamento de qualquer evento esportivo até o mês de setembro - decisão parecida com a que a Holanda tomou na semana passada.

"Os grandes eventos esportivos não podem ocorrer antes de setembro. A temporada de futebol de 2019/2020 não pode retornar", disse o primeiro ministro, nesta terça-feira, durante um discurso na Assembleia Nacional, em Paris. "Temos que aprender a conviver com a covid-19 e aprender a nos proteger dela".

Com a decisão, campeões, rebaixados e times que subiram de divisão ainda não estão confirmados. A Federação Francesa de Futebol (FFF, na sigla em francês) e Liga de Futebol Profissional (LFP, também na sigla em francês), que organiza o Campeonato Francês, vão se reunir nos próximos dias para definir a situação e também os classificados para as competições europeias na próxima temporada.

O Campeonato Francês foi paralisado com o Paris Saint-Germain na liderança, com 68 pontos, e um jogo a menos que o vice-líder Olympique de Marselha, que tem 56. Além das duas equipes, a terceira que iria para a Liga dos Campeões da Europa é o Rennes. O Lille, quarto colocado, estaria classificado à Liga Europa. A zona de rebaixamento conta com Nîmes, Amiens e Toulouse.

A decisão do governo francês ainda pode afetar o início da próxima temporada, com a realização de jogos sem público nas primeiras rodadas. E também pode impedir que o Paris Saint-Germain faça partidas da Liga dos Campeões no país - o time dos brasileiros Neymar, Marquinhos e Thiago Silva passou pelo Borussia Dortmund e está classificado para as quartas de final.

Até esta segunda-feira, a França tem registrado mais de 128 mil casos de pessoas contaminadas com o novo coronavírus e mais de 23 mil pessoas morreram em razão da doença.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas