GP da Austrália de Fórmula 1 é cancelado por causa do coronavírus

esportes
12.03.2020, 20:34:53
Atualizado: 12.03.2020, 20:51:33
GP da Austrália aconteceria neste domingo (15), em Melbourne (Foto: Fórmula 1/Divulgação)

GP da Austrália de Fórmula 1 é cancelado por causa do coronavírus

Prova seria disputada neste domingo (15); funcionário da McLaren testou positivo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Grande Prêmio da Austrália de Fórmula 1 foi cancelado. A prova estava marcada para acontecer neste domingo (15), mas, por causa da pandemia do novo coronavírus, acabou suspensa. Seria a primeira etapa da temporada.

O adiamento foi confirmado na noite desta quinta-feira (12) - manhã de sexta em Melbourne -, em decisão tomada em conjunto com dirigentes de nove equipes (a McLaren não estava), a organização do GP, a direção da categoria e oficiais da Federação Internacional de Automobilismo (FIA). 

"Essas discussões concluíram com a opinião da maioria das equipes de que a prova não deveria ser realizada. A FIA e a Fórmula 1, com total apoio da organização do Grande Prêmio da Austrália (AGPC), tomaram a decisão de cancelar todas as atividades da F-1 para esse GP. Sabemos que é uma notícia decepcionante para os milhares de fãs e para aqueles que compraram ingressos, que serão reembolsados", anunciou a F-1, em comunicado.

De acordo com a FIA, torcedores que compraram ingressos serão reembolsados. Ainda não há informações sobre nova data para a prova da Austrália ao longo do ano. 

A decisão pelo cancelamento aconteceu poucas horas antes do primeiro dia de treinos livres, que começariam às 22h de Salvador. Pesou o fato de um funcionário da McLaren ter testado positivo para o coronavírus e a equipe ter desistido de competir. Outras 12 pessoas que trabalham na escuderia e tiveram contato nos últimos dias com o colega contaminado estavam isolados, mas não apresentaram sintomas.

Antes de ser confirmado o adiamento, vários pilotos demonstram insatisfação com a realização da prova. "Estou muito, muito surpreso por estarmos aqui. Acho ótimo termos corridas, mas para mim é chocante estarmos todos sentados nesta sala", afirmou o hexacampeão Lewis Hamilton.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas