Grêmio bate o River em Buenos Aires pela Libertadores

esportes
23.10.2018, 23:45:36
Jogadores do Grêmio celebram gol marcado contra o River (Juan Mambromata/AFP)

Grêmio bate o River em Buenos Aires pela Libertadores

Com gol de Michel, no segundo tempo, tricolor bateu argentinos por 1x0

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Grêmio conquistou um grande resultado, nesta terça (23), em Buenos Aires, pela partida de ida da semifinal da Copa Libertadores. Os gaúchos bateram o River Plate por 1x0. A volta será terça que vem, dia 30, em Porto Alegre e o tricolor joga pelo empate. Se os argentinos vencerem por 1x0, a decisão da vaga para os pênaltis. O gol fora é critério de desempate.

O River, como era de se esperar, tentou apertar o Grêmio logo no início do jogo, tentando um gol cedo. No entanto, os atuais campeões eram experientes e usavam a ansiedade argentina para conquistar faltas.

A primeira chance gremista veio em bola levantada na área. Geromel cabeceou, mas longe do gol. Pouco depois, Marcelo Grohe quase entrega, ao soltar bola fácil, mas houve tempo para se recuperar. Na segunda tentativa pelo alto, Geromel acertou o gol, mas Armani defendeu bem.

O jogo esquentou e as chances ficaram mais perigosas. Aos 24, Cícero bateu e Armani mandou pra escanteio. Os milionarios devolveram com Palacios na mesma moeda. Aos 39, Martínez chutou e Grohe fez uma defesa importante.

Segundo tempo
O River começou o segundo tempo tendo uma boa chance. Maidana se desvencilhou da marcação de Kannemann e cabeceou com perigo após cobrança de escanteio. 
Mas quem fez foi o Grêmio. Aos 16, Alisson cobrou escanteio e Michel subiu na primeira trave para cabecear sem chances para Armani: 1x0. 

Os argentinos foram para o desespero, enquanto o time brasileiro se segurava e explorava os nervos à flor da pele do rival e saiam no contra-ataque. Aos 33, Jael cobrou falta, a bola bateu na barreira e, na volta, Leonardo chutou rasante, tirando tinta da trave do River. Os milionarios tentavam chegar de todo o jeito, mas o mais perto que chegaram do gol de Grohe foi um chute de Quintero de longe.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas