Grupo da UNEB vai participar de mundial de futebol de robôs

tecnologia
20.03.2013, 20:37:00

Grupo da UNEB vai participar de mundial de futebol de robôs

A equipe,se classificou na categoria Futebol de Robôs Simulado 3D, na qual os 'jogadores' não são robôs físicos, mas sim simulações feitas por computador

Da Redação

Esqueçam de Messi, Neymar e Cristiano Ronaldo: um jogo de futebol sem humanos dentro de campo existe e tem até campeonato mundial. A Bahia terá inclusive representantes na competição que acontecerá em julho deste ano na Holanda. De acordo com a Secretaria de Comunicação do Estado, pesquisadores da Universidade Estadual da Bahia (UNEB) formarão a única equipe nordestina na competição chamada Robocup.

A equipe, chamada Bahia 3D se classificou pela sexta vez na categoria Futebol de Robôs Simulado 3D, na qual os 'jogadores' não são robôs físicos, mas sim simulações feitas por computador, que têm a anatomia similar a de um ser humano, de modo parecido a um video-game.

A grande diferença para os jogos eletrônicos tradicionais é que na Robocup os robôs não sofrem interferência nenhuma de seres humanos durante as partidas: “Não é preciso ter uma pessoa para comandar os ‘jogadores’ como se faz em um vídeo-game. Colocamos o código e, por meio da inteligência artificial, os robôs jogam sozinhos, se comunicam e tomam decisões estratégicas. Nesse ambiente virtual tudo é independente, não há uma interação do usuário com a máquina”, explica o estudante e pesquisador Alan Santos, 22 anos.

A competição acontece entre os dias 24 de junho e 1º de julho e terá participação da equipe baiana que é formada pelo grupo de pesquisa Bahia Robotic Team (BRT), do Núcleo de Arquitetura de Computadores e Sistemas Operacionais (Acso) da UNEB. No Brasil, apenas ITAndroids, do Instituto Tecnológico de Aeronáutica de São Paulo (ITA-SP), também conseguiu vaga.

Outras 24 equipes de diversos países, como Irã, China, Estados Unidos e Reino Unido, também participarão do evento. Para se classificar, a Bahia 3D e os demais participantes foram avaliados de acordo com software desenvolvido pelo grupo para controle dos robôs jogadores de futebol, além de suas contribuições científicas já desenvolvidas para a Robocup.

A dinâmica do jogo de simulação por computadores ainda está longe dos próprios video-games mais famosos do mercado, como Fifa e Pro Evolution Soccer, mas o objetivo da Robocup é desenvolver até o ano de 2050 um time de robôs humanóides reais capazes de vencer o time de humanos campeão do mundo à época. Veja abaixo um vídeo com lances da última edição da Robocup, em 2012:

###YOUTUBE###

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas