Guia da Copa Libertadores: saiba tudo sobre a retomada do torneio

esportes
15.09.2020, 04:59:00
Libertadores retorna depois de seis meses de paralisação (Alexandre Vidal/Flamengo)

Guia da Copa Libertadores: saiba tudo sobre a retomada do torneio

Veja como será o reinício, com datas, horários, onde assistir, classificação dos grupos e situação do futebol nos países envolvidos na competição

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Copa Libertadores está de volta. Após seis meses de paralisação em decorrência da pandemia do coronavírus, a competição terá seu reinício a partir desta terça-feira (15). Ao todo, sete times brasileiros disputam a cobiçada taça: além do Flamengo, atual campeão, participam Athletico-PR, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos e São Paulo.

A retomada será de onde o torneio parou, na 3ª rodada, após todas as equipes terem completado o segundo jogo ainda em março. As quatro rodadas restantes da fase de grupos acontecerão com portões fechados, por causa da covid-19. No dia 22 de outubro, a etapa terá seus últimos confrontos e já serão conhecidos todos os participantes das oitavas de final.

Libertadores x pandemia

Para que a Libertadores voltasse, a Conmebol investiu cerca de R$ 500 milhões na criação de "bolhas móveis". Ou seja, os elencos se deslocam com o mínimo de contato externo possível. Desta forma, as viagens acontecem em voos fretados, exclusivos para cada delegação, e a hospedagem é em hotéis com alas isoladas. Há também rotina de testes RT-PCR para as equipes e partidas sem presença de torcida.

Por causa da pandemia, a competição também sofreu alterações. Rival do São Paulo no Grupo D, o Binacional, do Peru, iria mandar seus jogos na cidade de Juliaca, a cerca de 3,8 mil metros de altitude, mas a localidade cumpre uma quarentena rígida. Agora, o time vai atuar na capital Lima.

O Guaraní, do Paraguai, que é adversário do Palmeiras, mandará seus confrontos em um outro estádio em Assunção, para poder atender com mais segurança ao protocolo médico. Jogará no tradicional Defensores del Chaco.

O futebol nos países

Cada nação tratou de retomar o esporte de uma forma. Na Argentina, país de Boca Juniors, River Plate, Racing, Defensa Y Justicia e Tigre, os treinos presenciais foram retomados em 10 de agosto, mas os jogos ainda não aconteceram e não há previsão para o retorno dos campeonatos nacionais.

O Boca, inclusive, protagoniza uma grande polêmica antes mesmo da Libertadores recomeçar. Isso porque, segundo o Diário Olé, o clube recebeu autorização da Conmebol e do Ministério da Saúde do Paraguai para viajar ao país vizinho com jogadores que testaram positivo para covid-19. O time argentino enfrenta o Libertad quinta-feira (17), em Assunção. Recentemente, o Boca Juniors informou que 18 atletas estavam infectados.

Assim como na Argentina, o futebol na Bolívia ainda não foi retomado, o que só deve ocorrer em novembro. Houve uma liberação especial para Bolívar e Jorge Wilstermann voltarem às atividades e cumprirem o calendário da Libertadores.

A Venezuela também não teve partida oficial realizada após a parada do futebol em março. Os treinos de Caracas e Estudiantes de Mérida, que disputam o torneio continental, foram liberados no início de julho.

O Paraguai teve o primeiro campeonato nacional que recomeçou na pandemia, com a retomada dos jogos em 21 de julho. Dessa forma, Guaraní, Libertad e Olimpia já atuaram mais de 10 vezes antes da Libertadores.

Em seguida, foi a vez do recomeço no Peru, no dia 7 de agosto. A primeira partida, entre Universitario e Cantolao, porém, teve grande aglomeração de torcedores no entorno do Estádio Nacional de Lima e o torneio foi suspenso de novo. A segunda retomada aconteceu dias depois. Os representantes peruanos são Binacional e Alianza Lima.

O Brasileirão fez seu retorno no dia 8 de agosto, mesmo fim de semana que retornou o campeonato do Uruguai - país representado na Libertadores por Nacional e Peñarol. No dia 14, voltou o Campeonato Equatoriano. Antes disso, os times do país tiveram mais de dois meses para realizar os treinamentos. Participam da Libertadores Barcelona de Guayaquil, Delfín, Independiente Del Valle e LDU.

No Chile, o recomeço das competições nacionais aconteceu em 29 de agosto, com treinos coletivos autorizados no início do mês passado. Os representantes do país são Colo-Colo e Universidad Católica. 

Já a Colômbia só viu a bola rolar na última terça-feira (8), com as finais da Superliga, e o campeonato nacional teve suas primeiras partidas no fim de semana passado. Por lá, os treinos presenciais voltaram em julho. América de Cali, Júnior e Independiente Medellín são os representantes.

Os próximos jogos dos times brasileiros:

Flamengo (Grupo A):

  • 17 de setembro (quinta-feira), às 21h: Independiente del Valle x Flamengo;
  • 22 de setembro (terça-feira), às 19h15: Barcelona-EQU x Flamengo;
  • 30 de setembro (quarta-feira), às 21h30: Flamengo x Independiente del Valle;
  • 21 de outubro (quarta-feira), às 21h30: Flamengo x Junior Barranquilla;

Palmeiras (Grupo B):

  • 16 de setembro (quarta-feira), às 21h30: Bolívar x Palmeiras;
  • 23 de setembro (quarta-feira), às 21h30: Guaraní x Palmeiras;
  • 30 de setembro (quarta-feira), às 19h15: Palmeiras x Bolívar;
  • 21 de outubro (quarta-feira), às 21h30: Palmeiras x Tigre;

Athletico-PR (Grupo C):

  • 15 de setembro (terça-feira), às 19h15: Jorge Wilstermann x Athletico-PR;
  • 23 de setembro (quarta-feira), às 19h15: Athletico-PR x Colo-Colo;
  • 29 de setembro (terça-feira), às 21h30: Athletico-PR x Jorge Wilstermann;
  • 20 de outubro (terça-feira), às 21h30: Penãrol x Athletico-PR;

São Paulo (Grupo D):

  • 17 de setembro (quinta-feira), às 19h: São Paulo x River Plate;
  • 22 de setembro (terça-feira), às 21h30: LDU x São Paulo;
  • 30 de setembro (quarta-feira), às 21h30: River Plate x São Paulo;
  • 20 de outubro (terça-feira), às 21h30: São Paulo x Binacional;

Grêmio (Grupo E): 

  • 16 de setembro (quarta-feira), às 21h30: Universidad Católica x Grêmio;
  • 23 de setembro (quarta-feira), às 21h30: Internacional x Grêmio;
  • 29 de setembro (terça-feira), às 19h15: Grêmio x Universidad Católica;
  • 22 de outubro (quinta-feira), às 21h30: Grêmio x América de Cali;

Internacional (Grupo E):

  • 16 de setembro (quarta-feira), às 19h15: Internacional x América de Cali;
  • 23 de setembro (quarta-feira), às 21h30: Internacional x Grêmio;
  • 29 de setembro (terça-feira), às 21h30: América de Cali x Internacional;
  • 22 de outubro (quinta-feira), às 21h30: Universidad Católica x Internacional;

Santos (Grupo G):

  • 15 de setembro (terça-feira), às 21h30: Santos x Olímpia;
  • 24 de setembro (quinta-feira), às 23h: Delfin x Santos;
  • 1 de outubro (quinta-feira), às 19h: Olimpia x Santos;
  • 20 de outubro (terça-feira), às 19h15: Santos x Defensa y Justicia;

As tabelas dos times:

Como assistir:

A Libertadores saiu das mãos da Globo e será transmitida pelo SBT na televisão aberta. O canal pode mostrar dois jogos por rodada - normalmente, um regionalizado e outro para o resto do país - até as quartas de final. A partir daí, a emissora tem direito a uma partida de ida e uma de volta na semifinal e à final, que acontece em jogo único e neste ano será no Maracanã. A data de 21 de novembro está mantida.

O primeiro jogo a ser exibido pelo SBT nacionalmente será Bolívar x Palmeiras, na quarta-feira (16), às 21h30 - com exceção do Rio Grande do Sul, que verá Universidad Católica x Grêmio, no mesmo horário.

Na TV fechada, o Fox Sports tem os direitos de exibição. E o BandSports fechou contrato para transmitir em pay-per-view os jogos que antes pertenciam ao SporTV.

Por fim, o Facebook tem o direito de exibir uma partida a cada quinta-feira, pela plataforma do Facebook Watch. A transmissão é gratuita e pode ser acompanhada em todo território nacional.

    ***

    Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


    Relacionadas