Guia da Série A: o que esperar de cada um dos 20 times da elite?

esportes
29.05.2021, 06:00:00
Brasileirão começa neste fim de semana (Lucas Figueiredo/CBF)

Guia da Série A: o que esperar de cada um dos 20 times da elite?

Competição é marcada por grande número de estrelas em 2021

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um dos Campeonatos Brasileiros mais badalados dos últimos tempos está prestes a começar. A partir deste sábado (29), a bola rola nos principais palcos do futebol nacional para descobrir quem vai para Libertadores, Sul-Americana, quem será rebaixado e o principal: quem gritará "É campeão!" no fim das 38 rodadas. 

Com duração até 5 de dezembro, a Série A tem como novidade o limite de troca de técnicos. Cada equipe só pode demitir um treinador, enquanto cada comandante só pode pedir demissão uma vez. E por falar em treinador, um quarto do total que inicia o campeonato é estrangeiro. São cinco à frente dos 20 times participantes.

Apesar das possíveis vendas de meio de temporada por causa da abertura da janela europeia, o campeonato terá nomes como Hulk, Taison e Douglas Costa, que há anos brilhavam na Europa e retornaram ao Brasil em busca de conquistas relevantes também no cenário local. Outros grandes jogadores como Gabigol, Daniel Alves e Marinho seguem por aqui e ajudam a elevar o nível do Brasileirão.

Jogos da primeira rodada:
Cuiabá x Juventude
Bahia x Santos
São Paulo x Fluminense
Atlético-MG x Fortaleza
Flamengo x Palmeiras
Ceará x Grêmio
Corinthians x Atlético-GO
Chapecoense x Red Bull Bragantino
Athletico x América-MG
Internacional x Sport

Para conferir a tabela completa, clique aqui.

Confira também o que esperar de cada time da competição:

América-MG
O Coelho está de volta a Série A e tem no banco de reservas um dos personagens mais carismáticos do futebol brasileiro: Lisca. O treinador, antes considerado apenas um "apagador de incêndios" para salvar equipes do rebaixamento, se consolidou em Minas Gerais e ficou muito perto de subir no ano passado como campeão da Série B, vencida pela Chapecoense. O América ainda chegou à semifinal da Copa do Brasil em 2020, com direito a eliminar Corinthians e Internacional no caminho. Na atual temporada, vendeu muito caro o título mineiro, conquistado pelo Atlético por causa da vantagem de jogar por empates (as duas finais foram 0x0). Mesmo com o histórico de "ioiô" entre a primeira e segunda divisão, pode conseguir uma manutenção na elite.
Destaque: Ademir - marcou 14 gols na temporada passada e chegou a receber proposta do Palmeiras neste ano.

Athletico-PR
Estabelecido como um time forte no cenário nacional após o ótimo trabalho de Tiago Nunes, o Athletico é comandado pelo português António Oliveira, de apenas 38 anos. Para buscar uma campanha que possa levar o time de volta à Libertadores, o Furacão apostou na manutenção da espinha dorsal de 2020, que terminou o Brasileirão na nona colocação. Nesta semana, os paranaenses conseguiram classificação para a segunda fase da Copa Sul-Americana, ao terminar em primeiro lugar do Grupo D. Jogadores como o goleiro Santos, o zagueiro Thiago Heleno e o atacante Nikão, todos campeões de Copa do Brasil e Sul-Americana pelo clube, seguem como titulares e pilares do rubro-negro.
Destaque: Santos - Homem de um time só, o goleiro de 31 anos é um dos melhores da posição no país e liderança no clube.

Atlético-GO
O Dragão conseguiu a manutenção na Série A com alguma tranquilidade na última temporada e esteve na briga por uma vaga no mata-mata da Copa Sul-Americana, mas acabou eliminado por ficar em segundo lugar do grupo F. Pouco antes de começar a trajetória no Brasileirão, o rubro-negro viu o técnico Jorginho pedir demissão do cargo e precisou ir ao mercado. Contratou Eduardo Barroca, responsável pelo acesso do clube para a primeira divisão em 2019, porém com trabalhos contestáveis por Coritiba, Vitória e Botafogo nesse meio tempo. O time tem outros jogadores com passagem pelo futebol baiano, como o zagueiro Éder, o atacante Zé Roberto (revelados no Bahia), além do goleiro Fernando Miguel (ex-Vitória).
Destaque: Marlon Freitas - meio-campista se destaca pelo clube desde 2020.
.

Atlético-MG
O Galo mostra que não está para brincadeira no campeonato nacional. O time, que ano passado era treinado por Jorge Sampaoli e fez grandes investimentos, voltou a entrar forte no mercado em 2021 e levou o atacante Hulk para o seu elenco. Não à toa, a equipe mineira foi campeã estadual e terminou a fase de grupos da Libertadores com a melhor campanha geral: cinco vitórias e um empate nos seis jogos. Hulk é um dos artilheiros da competição e tem brilhado ao lado de estrangeiros da equipe, como Nacho Fernández, Savarino e Zaracho. Terceiro lugar em 2020, entra como um dos favoritos ao título.
Destaque: Hulk - de volta ao Brasil, já mostrou que ainda pode atuar em alto nível, aos 34 anos, e será uma liderança técnica do Galo na temporada.

Bahia
O Esquadrão chega no principal campeonato da temporada depois de enfim tirar o grito de campeão do Nordeste da garganta. No entanto, a eliminação na fase de grupos da Copa Sul-Americana coloca uma pressão maior no elenco e no técnico Dado Cavalcanti para uma boa campanha na primeira divisão. O treinador ajudou a salvar o time do rebaixamento em 2020 e agora tem a oportunidade de desenvolver o trabalho desde o início da competição e, assim, ter uma campanha mais tranquila, sem brigar na parte de baixo da tabela. Ao menos por enquanto, o tricolor segue sem a Fonte Nova e manda os seus jogos no estádio de Pituaçu.
Destaque: Gilberto - em meio a novela de renovação, o matador segue como goleador e jogador mais decisivo do time. Foi artilheiro da Copa do Nordeste.

Ceará
O Vozão perdeu as finais de Copa do Nordeste e Campeonato Cearense para Bahia e Fortaleza, respectivamente, mas ainda pode ser considerado uma força grande para a Série A. O técnico Guto Ferreira comandou o time na Copa Sul-Americana, primeira competição internacional da história dos alvinegros cearenses. No entanto, o time acabou eliminado nesta semana ao perder para o Jorge Wilstermann. Com novos nomes em relação ao ano passado, como os atacantes Mendoza e Felipe Vizeu, a expectativa é por uma campanha ainda melhor que a de 2020 no Brasileiro.
Destaque: Vina - foi um dos principais nomes do Brasileirão em 2020 e é referência do Ceará, ainda que esteja em uma temporada mais oscilante.


Chapecoense
Campeã da Série B por causa de um gol aos 52 minutos do segundo tempo na rodada final, a Chape não vive seus dias mais tranquilos. A equipe do oeste catarinense foi derrotada pelo Avaí na final do estadual e decidiu pela demissão do técnico Mozart, que ficou apenas oito jogos no cargo. Sem nome definido, o alviverde já terá o terceiro treinador na temporada (Umberto Louzer, campeão da Série B com o clube e comandante no início do ano, pediu para sair após se acertar com o Sport).
Destaque: Perotti - cria da Arena Condá, o centroavante de 23 anos terminou o Campeonato Catarinense com 15 gols, mais que o dobro do segundo colocado no quesito.

Corinthians
O Timão é mais um a entrar na Série A de técnico novo, após ser eliminado na primeira fase da Copa Sul-Americana com duas rodadas de antecedência e derrotado na semifinal do Campeonato Paulista pelo arquirrival Palmeiras. Esses baques foram suficientes para derrubar o técnico Vagner Mancini. A diretoria do clube contratou Sylvinho e espera dias mais tranquilos tendo apenas Copa do Brasil e o Brasileiro como competições até o fim do ano. Pode usar como impulso as duas últimas partidas na Sula, onde goleou por 5x0 e 4x0 as equipes do Sport Huancayo e o River Plate paraguaio, respectivamente.
Destaque: Mateus Vital - é o nome da temporada até o momento. Mesmo com uma lesão, é artilheiro e garçom do time, com cinco gols e três assistências.

Cuiabá
A edição de 2021 também tem um estreante. É o Cuiabá, que volta a colocar o Mato Grosso na elite do futebol nacional depois de 35 anos. A equipe subiu como quarta colocada da Série B e se impôs também em território local: foi campeã estadual em 2021, ao derrotar o Operário na final. Chega na primeira divisão com o objetivo de evitar o rebaixamento e, assim, poder se afirmar entre os principais clubes do país. Uma das contratações realizadas foi o atacante Clayson, pertencente ao Bahia, além de ter no elenco o experiente Elton, ex dupla Ba-Vi.
Destaque: Walter - o goleiro, ex-Corinthians, tem experiência de Série A e chegou ao clube como uma liderança.

Flamengo
Bicampeão brasileiro, o rubro-negro carioca é, novamente, favorito ao título. Ainda que a diferença para os seus adversários tenha diminuído, a base do time que encantou e ganhou praticamente tudo em 2019 segue na Gávea. O técnico Rogério Ceni não tem estabilidade no cargo e é cobrado constantemente por melhoras no time, mas o Flamengo já venceu a Supercopa do Brasil e o Carioca com o treinador nesta temporada. Segue vivo na Libertadores e passou com tranquilidade na primeira colocação. Tem tudo para brigar pelo título a partir dos gols decisivos dos seus dois centroavantes, Pedro e Gabigol, municiados por craques como Bruno Henrique e Arrascaeta.
Destaque: Gabigol - o atacante mostra o mesmo faro de gol e altíssimo desempenho desde que chegou ao clube, em 2019.

Fluminense
O tricolor carioca foi uma das gratas surpresas do último Brasileirão, ao terminar em quinto e garantir classificação direta para a fase de grupos da Libertadores. Seguiu mostrando bons resultados e foi líder do grupo na competição continental, com direito a vitória sobre o River Plate no Monumental de Núñez. Agora treinada por Roger Machado, a equipe chega com credenciais para brigar novamente por uma vaga na fase de grupos da Libertadores.
Destaque: Fred - mesmo com 37 anos, o atacante mostra que se sente muito bem com a camisa tricolor. É o grande nome do time na Libertadores até o momento, com quatro gols e duas assistências.

Fortaleza
O Leão do Pici já levantou troféu este ano. Bateu o arquirrival Ceará na final do Campeonato Cearense e chegou ao tricampeonato estadual, mesmo com o poderio e os investimentos do Vozão. A temporada, no entanto, não foi apenas de alegria. Há pouco mais de um mês, demitiu Enderson Moreira após a eliminação para o Bahia na Copa do Nordeste e contratou o argentino Juan Vojvoda para o lugar. Um dos principais investimentos do tricolor cearense na temporada foi o zagueiro Titi, que teve destaque com a camisa do Bahia e estava no futebol turco. "Titibull" já é titular do Leão.
Destaque: Wellignton Paulista - aos 38 anos, segue perigoso dentro da área. Foi um dos artilheiros do time no estadual, com quatro gols.

Grêmio
O início de temporada do Imortal foi mais turbulento que o normal. Depois de cinco anos, o técnico Renato Gaúcho foi demitido após a eliminação inédita na fase preliminar da Libertadores. O tricolor foi para a Copa Sul-Americana e, até o momento, sobra na competição, garantindo a melhor campanha da fase de grupos com uma rodada de antecedência. Chega como favorito para o torneio sul-americano e, mais uma vez, com expectativa de brigar nas cabeças do Brasileirão. Essa projeção fica mais forte ainda após o clube anunciar o lateral Rafinha e o retorno do atacante Douglas Costa, que chega da Juventus com status de principal jogador do país após 11 anos na Europa.
Destaque: Douglas Costa - vai formar um ataque forte ao lado do garoto Ferreira e do experiente Diego Souza, que mantém o faro de gol da temporada passada.

Internacional
Um gol. Foi o que faltou ao Inter para ser campeão brasileiro em 2020. O time que começou o campeonato com Eduardo Coudet e depois teve Abel Braga fez uma ótima campanha e liderou boa parte do torneio, mas acabou ficando com o vice-campeonato. Agora comandado pelo espanhol Miguel Ángel Ramírez, o colorado enfrenta certa instabilidade e desconfiança pelo futebol apresentado - e teve o coro de cobrança reforçado após perder mais um Campeonato Gaúcho para o Grêmio. Apesar disso, o time conseguiu se classificar em primeiro do grupo na Libertadores e mantém a base do vice-campeonato brasileiro, o que pode ser um indicador de que vai brigar mais um ano no topo. Para isso, repatriou o atacante Taison, revelado no clube, após trajetória de sucesso no Shakhtar Donetsk, da Ucrânia.
Destaque: Thiago Galhardo - um dos artilheiros do Brasileirão 2020 já marcou seus gols em 2021.

Juventude
Voltou para a primeira divisão após 14 anos de ausência, o que faz o Rio Grande do Sul ter três representantes na elite. O time de Caxias do Sul chega ao Brasileirão com a missão de evitar o retorno para a Série B, já que tem um dos menores orçamentos da competição. Chegou na semifinal do Gaúcho e até venceu o Internacional no primeiro jogo, mas acabou eliminado com goleada na volta. Vale destacar o técnico Marquinhos Santos, eleito melhor do Campeonato Gaúcho. Tem no seu elenco o experiente meia Wagner, ex-Cruzeiro, e o atacante Matheus Peixoto, formado nas divisões de base do Bahia e artilheiro do time no Gaúchão.
Destaque: Chico - meia que apresentou bom futebol por Ceará e Atlético-GO chega com status de titular ao time.

Palmeiras
O time de Abel Ferreira viveu um 2020 vencedor, com as conquistas da Libertadores e Copa do Brasil. Na temporada 2021, no entanto, precisou lidar com as frustrações de perder três finais até o momento: Recopa Sul-Americana, Supercopa do Brasil e Campeonato Paulista. Apesar disso, fez uma campanha muito segura na fase de grupos da Libertadores, com cinco vitórias em seis jogos e 20 gols marcados. O ataque pode se fortalecer ainda mais em agosto, com o retorno de Dudu após empréstimo ao futebol árabe.
Destaque: Rony - um dos artilheiros da Libertadores, o atacante mantém o alto nível que teve na campanha do título em 2020.

Red Bull Bragantino
O Massa Bruta era uma incógnita quando subiu para a primeira divisão como campeão da Série B 2019. Apesar do início ruim em 2020, terminou consolidado na primeira parte da tabela e começa bem a temporada 2021, com classificação garantida para as oitavas de final da Copa Sul-Americana. Manteve algumas de suas principais peças para a atual temporada, como o meia Claudinho, além dos atacantes Artur, ex-Bahia, e Ytalo. Uma das contratações da equipe foi outro jogador do Esquadrão: Eric Ramires, hoje titular da equipe paulista.
Destaque: Claudinho - revelação e craque do último Brasileirão, o meia também foi artilheiro do campeonato e desperta interesse de clubes europeus.

Santos
O alvinegro paulista não vive um bom começo de temporada. Fez esforço para contratar o técnico argentino Ariel Holan, que já foi demitido do cargo. Em campo, os resultados não apareceram e o Peixe esteve perto de ser rebaixado no Campeonato Paulista até a última rodada. Livre de tamanho vexame, não escapou da eliminação na fase de grupos da Libertadores, mas terá a oportunidade de jogar as oitavas de final da Copa Sul-Americana. Para isso, conta com o treinador Fernando Diniz, que levou o São Paulo a brigar pelo título brasileiro em 2020, porém foi demitido antes do fim do campeonato. Com a venda de Soteldo, conta com Marinho e a força das revelações da base para ter sucesso no início de Série A.
Destaque: Marinho - o atacante eleito Rei da América não começou a temporada como vinha jogando até o fim de 2020, mas segue como maior esperança de desequilibrar um jogo.

São Paulo
Se um grande de São Paulo chega em lua de mel para o Brasileirão, este é o tricolor. O time voltou a levantar um troféu depois de nove anos, ao conquistar o Campeonato Paulista em cima do Palmeiras. Com a base do time que passou 12 rodadas na liderança da Série A 2020, mas perdeu o título, o São Paulo chega em alta com o bom início de trabalho do técnico Hernán Crespo, que se destacou no argentino Defensa y Justicia. Para incrementar o ataque, repatriou o ítalo-brasileiro Éder, que teve longa passagem pela Sampdoria. Com elenco mais encorpado, tende a brigar novamente pelo título brasileiro.
Destaque: Benítez - após bom Brasileiro pelo Vasco, foi contratado e deu muita força ao setor ofensivo do São Paulo, especialmente com a dupla Luciano e Pablo em bom momento.

Sport
A luta contra o rebaixamento durou até o fim do campeonato para o Sport, e os pernambucanos conseguiram se manter na Série A. Agora o Leão da Ilha tem nova chance de conseguir um ano mais tranquilo. É verdade que a temporada até aqui não anima muito, afinal o time perdeu uma final para o Náutico depois de 53 anos, no Campeonato Pernambucano, e foi eliminado da Copa do Nordeste ainda na fase de grupos. Para recuperar o desempenho, repatriou o atacante André e tirou o técnico Umberto Louzer da Chapecoense, onde ele foi campeão da Série B.
Destaque: Thiago Neves - expoente técnico do time, ajudou a salvar Leão do rebaixamento na última temporada


*sob orientação do editor Herbem Gramacho

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas