Guia: Nordestão começa nesta semana com novo formato e clássicos

esportes
14.01.2019, 05:30:00
Atualizado: 15.01.2019, 12:54:44
Último Ba-Vi pela Copa do Nordeste foi em 2017, pelas semifinais (Betto Jr. / CORREIO)

Guia: Nordestão começa nesta semana com novo formato e clássicos

Vitória estreia terça contra CSA e Bahia, quarta, contra o CRB; Ba-Vi será no dia 3 de fevereiro

Pode-se dizer que a Copa do Nordeste de 2019 é uma competição nova, totalmente diferente da que conhecíamos. A ideia é estabelecer o torneio como principal compromisso dos times da região nos primeiros meses do ano.

Começando pelo novo formato. Saem de cena os quatro grupos de quatro times e entram apenas dois grupos com oito. Em vez de se enfrentarem dentro de cada chave, as equipes do Grupo A enfrentarão as do Grupo B.

Os maiores clubes de cada estado foram colocados em grupos diferentes. O Vitória está no Grupo A, ao lado, por exemplo, de Fortaleza e Santa Cruz. O Bahia está no Grupo B, com Ceará e Náutico (veja todos abaixo). O Sport segue fora. O Leão da Ilha pediu para abandonar a competição e desde 2018 não a disputa.

Graças a esse novo formato, os clássicos estaduais estão garantidos. No dia 3 de fevereiro tem Ba-Vi, na Fonte Nova, às 17h, pela 3ª rodada. Para ver a tabela completa, clique aqui.

O duelo que abre o Nordestão será do Vitória, terça-feira (15), contra o CSA, às 21h30, em Maceió. O Bahia estreia quarta-feira (16), também contra um alagoano. O duelo é com o CRB, às 20h30, na Fonte Nova.

Na primeira fase, os times do Grupo A enfrentam os do Grupo B em turno único. Os quatro primeiros de cada chave avançam para as quartas de final, que serão disputadas em jogo único, assim como as semifinais. A final segue em jogos de ida e volta, nos dias 22 e 29 de maio.

Dupla baiana
O Vitória segue como maior campeão da Copa do Nordeste, com quatro títulos. Com o troféu de 2017, o Bahia encostou no rival, com três estrelas, empatado com o Sport.

O tricolor, porém, tem retrospecto bem melhor que o rubro-negro na nova era do regional, iniciada em 2013. O Esquadrão apareceu em três das últimas quatro finais – perdeu para o Ceará em 2015, venceu o Sport em 2017 e perdeu para o Sampaio Corrêa no ano passado.

O melhor desempenho do Leão desde 2013 foi chegar às semifinais duas vezes. Em 2015, acabou eliminado para o Ceará. Em 2017, perdeu para o Bahia. O último título foi na edição de 2010.

A dupla baiana promete foco total na Copa do Nordeste, com o uso do time principal em todas as partidas. Só na estreia diante do CSA o Leão usará o sub-23 por causa do pouco tempo de preparação – o elenco se reapresentou no dia 3.

A premiação em dinheiro é um dos pontos fortes da competição. Pela participação na primeira fase, Bahia e Vitória receberão R$ 1,9 milhão, cada. O avanço às quartas de final rende mais R$ 300 mil. À semifinal, mais R$ 375 mil. O campeão leva mais R$ 1 milhão, e o vice, R$ 500 mil.

Com isso, se Bahia ou Vitória for campeão, receberá mais de R$ 3,5 milhões pela Copa do Nordeste.

Calendário
Outra mudança significativa para 2019 está no calendário. Graças a um pedido dos clubes, o regional terá mais datas nos finais de semana.

O Vitória, por exemplo, terá cinco dos seus oito jogos na primeira fase em finais de semana. Em 2018, foram apenas duas. O Bahia jogará ainda mais aos sábados e domingos, seis dos oito duelos. No ano passado, foi apenas um.

A competição também será mais curta do que no ano passado. Na última edição, o regional "invadiu" as primeiras rodadas da Série A e até da fase de mata-mata da Copa do Mundo. O Bahia, por exemplo, enfrentou o Sampaio Corrêa na decisão nos dias 4 e 7 de julho, entre as quartas de final e as semifinais da Copa do Mundo na Rússia.

Neste ano, a final da Copa do Nordeste está marcada para os dias 22 e 29 de maio, antes do início da Copa América, em 14 de junho. Apenas as semifinais e a final vão "invadir" as primeiras rodadas do Brasileirão, que começa em 27 e 28 de abril.

OS GRUPOS

VITÓRIA - O Leão vai estrear diante do CSA, terça-feira (15), com a equipe sub-23, mas deve usar a principal a partir do duelo com o Moto Club, no sábado (19), pela segunda rodada. Tem como maiores adversário dentro do grupo o Fortaleza, time de Série A, e o CRB, seu futuro adversário na Série B.

SANTA CRUZ - 2018 foi terrível para o Santa, sem o acesso à Série B, caindo diante do Operário-PR. Sem jogar desde agosto, tenta se reerguer em dificuldades financeiras. Leston Júnior, ex-Botafogo-PB, é o técnico. O atacante Pipico, 33 anos, ex-Macaé, é o destaque.

CRB - Após um 12º lugar na última Série B, esvaziou o time e levou 20 reforços. O mais conhecido é o atacante Zé Carlos, 35 anos, em sua sexta passagem, contratado para o lugar de Neto Baiano. O elenco está cheio de conhecidos por aqui, como os atacantes Victor Rangel e William Barbio, ex-Bahia.

SAMPAIO CORRÊA - Depois do surpreendente título regional, teve um 2018 terrível, com a queda à Série C. Desmontou todo o time. Para reorganizar, contratou o técnico Flávio Araújo, campeão da Série D pelo clube em 2012. Pelo menos, tem o dinheiro do título do Nordeste para investir.

FORTALEZA - O Leão vem de um 2018 incrível: título da Série B e volta à elite após 13 anos. O problema é que os destaques do técnico Rogério Ceni foram embora, como o atacante Gustavo, que voltou ao Corinthians. Reforços tímidos: destaque para o meia Madson, ex-Santos.

SALGUEIRO - Terceiro time de Pernambuco – é o único estado com o privilégio –, eliminou a Juazeirense na fase seletiva do Nordestão. Na Série C, acabou rebaixado ao lado do time baiano. No último dia 10, bateu o Cancão de Fogo por 1x0 no único teste da pré-temporada.

ALTOS - Criado em 2013, vai participar pela terceira vez seguida do Nordestão. Nas duas anteriores, enfrentou o Bahia, o que vai acontecer de novo em 2019. Até hoje, nunca venceu – foram três derrotas e um empate. Tenta pela primeira vez a vaga nas quartas de final.

SERGIPE - Um dos primeiros times a estrear oficialmente em 2019, no último domingo (13), e logo com derrota por 1x0 para o rival Confiança pelo estadual. Lembra do volante Ramalho, que jogou no Vitória nos anos 2000? Está no Jipão, aos 38 anos. Marinho Donizete, 38, é outro veterano.

BAHIA - O tricolor vai usar o time principal desde a estreia, contra o CRB. Ao lado de Ceará, CSA e Fortaleza, forma o quarteto de times da região na Série A. Mas por conta da tradição e poderio financeiro, o Esquadrão entra como favorito ao título. Esteve em três das últimas quatro finais.

CEARÁ - Perdeu alguns dos destaques da campanha na Série A de 2018, como o atacante Arthur e o volante Richardson, e deve perder o goleiro Everson. Manteve o técnico Lisca, que até agora teve reforços tímidos. O mais conhecido por aqui é o atacante Willie, ex-Vitória.

ABC - Quase caiu para a Série D em 2018 e por isso manteve apenas seis atletas. Foram 14 contratações até o momento, a maioria de jovens jogadores. O destaque é o atacante Rodrigo Rodrigues, revelado pelo Bahia. O treinador é Ranielle Ribeiro, ex-auxiliar do clube.

NÁUTICO - O Timbu tem como arma a volta para a sua casa, o Estádio dos Aflitos, após seis anos. Apesar de não ter obtido o acesso à Série B em 2018, a base da equipe foi mantida. O destaque é o atacante Jorge Henrique, 36 anos, campeão mundial com o Corinthians.

BOTAFOGO-PB - Por pouco não subiu para a Série B no ano passado (caiu nos pênaltis para o Botafogo-SP). Renovou com o técnico Evaristo Piza e com seus principais jogadores, como o meia Marcos Aurélio, 34 anos, que defendeu o Bahia em 2014, e o artilheiro Nando.

CONFIANÇA - Manteve a base do time da Série C 2018, como o técnico Betinho, bicampeão estadual pela equipe. O atacante Leandro Kível, de 35 anos, ícone do clube, continua por lá. Estreou no último domingo (13) na temporada com vitória de 1x0 sobre o rival Sergipe pelo estadual.

CSA - Manteve Marcelo Cabo, comandante do acesso inédito à Série A. Por outro lado, mudou quase todo o time, contratando até agora 17 reforços, a maioria de desconhecidos. Entre os mais famosos estão o volante Amaral, ex-Vitória, e o lateral direito Régis, que passou pelo Bahia.

MOTO CLUB - Vem de temporada modesta, eliminado nas oitavas de final da última Série D para o Imperatriz, do próprio estado. Montou um time inteiro novo para 2019, sem grandes nomes. Tem como técnico Wallace Lemos, que comandou o River do Piauí no ano passado.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/homem-cai-de-passarela-e-e-salvo-por-onibus-em-lauro-de-freitas-assista/
Vítima ficou com ferimento no maxilar e foi resgatado com ajuda de populares
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/oxumare-faz-ato-ecumenico-em-defesa-das-florestas-e-da-tolerancia-religiosa/
Celebração contou com a participação de representantes de cinco religiões
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/antes-de-jogar-carro-contra-caminhao-pai-manda-filho-gravar-video-adeus-mae/
Garoto e o pai, que não aceitava fim de casamento, morreram na batida
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/morre-em-sp-o-cantor-portugues-roberto-leal-aos-67-anos/
O cantor vinha há dois anos tratando um câncer de pele, e teve complicações na última semana
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/toquinho-ivan-lins-e-mpb4-comemoram-50-anos-de-musica/
Artistas trazem a Salvador show que está há 4 anos na estrada e no qual cantam seus grandes sucessos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/teago-oliveira-se-prepara-para-lancar-o-primeiro-album-solo/
Vocalista da banda Maglore é o convidado da coluna Meu Domingo
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/torcedores-do-vitoria-arrecadam-latas-de-sardinha-apos-milho-na-fonte-nova/
Revanche para milho derramado na Fonte Nova antes do jogo do Vitória veio também em forma de provocação
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/antes-de-jogo-do-vitoria-dezenas-de-quilos-de-milho-sao-despejados-no-entorno-da-fonte-nova/