Guia: o que você precisa saber sobre o Campeonato Baiano 2021

esportes
13.02.2021, 06:02:00
O troféu do Campeonato Baiano (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Guia: o que você precisa saber sobre o Campeonato Baiano 2021

Estadual começa no dia 17 deste mês, com Ba-Vi marcado para 17 de março

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Campeonato Baiano entrará em sua 117ª edição na próxima quarta-feira (17). Sim, isso mesmo: 117ª edição. O torneio, que começou a ser disputado em 1905, é o segundo mais longevo do país. Só está atrás nesse quesito do Campeonato Paulista, que teve sua edição inaugural em 1902. 

Na temporada 2021, Vitória e Unirb serão os responsáveis pelo jogo de abertura. O duelo começa às 19h30 de quarta, no Estádio Antônio Carneiro, o Carneirão, em Alagoinhas. É um confronto de gerações: de um lado, o Leão decano, fundado em 1899, ainda no século XIX; do outro, o novato fundado apenas em 2018, portanto já no século XXI, e estreante na competição.

Atual tricampeão, o Bahia só entra em campo no dia 21, às 16h, contra a Juazeirense, na Fonte Nova. Por causa do calendário apertado, o tricolor disputará o Campeonato Baiano com a equipe de transição, que vem se preparando para o torneio e é comandada por Cláudio Prates. O time principal jogará o Brasileirão até o dia 25.

O clássico Ba-Vi, por sua vez, está marcado para o dia 17 de março, às 19h30, na Fonte Nova, pela 5ª rodada. É o único garantido no estadual, que pode ter mais dois caso os rivais se cruzem em uma das semifinais ou na final.

Bahia é o atual campeão do Baianão
(Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Ao todo, são 10 times disputando o Baianão 2021. Entre os participantes, 60% lutarão por um título inédito - são os casos de Atlético de Alagoinhas, Doce Mel, Jacuipense, Juazeirense, Vitória da Conquista e Unirb, recém-promovido à primeira divisão. Já Bahia, Bahia de Feira, Fluminense de Feira e Vitória sonham em aumentar o número de troféus.

O Esquadrão, aliás, é com sobras o maior campeão. Soma 49 canecos, sendo o primeiro conquistado no ano de fundação, em 1931, e o mais recente levantado em 2020. Já o Leão tem 29 em sua coleção, com o último garantido em 2017. O primeiro vencedor da história foi o extinto Clube Internacional de Cricket.

O Bahia de Feira, por sua vez, foi o último time a faturar o título fora da dupla Ba-Vi, em 2011. Desde então, o tricolor e o rubro-negro revezam as taças. Já o Fluminense de Feira, que é bicampeão, não ganha o campeonato desde 1969. O outro título foi em 1963.

Com as três conquistas, Feira de Santana é a segunda cidade com mais troféus do Baianão. A primeira, disparada, é Salvador: são 113. Os troféus são distribuídos entre 17 times: Bahia, Vitória, Ypiranga, Botafogo, Galícia, Fluminense de Salvador, São Salvador, Leônico, Guarani, Bahiano de Tênis, Associação Atlética, Internacional de Cricket, República, Sport Bahia, Atlético de Salvador, Internacional e Santos Dumont.

Além da capital e de Feira, há só uma outra cidade que já festejou: Ilhéus. Levantou sua taça pelas mãos do Colo-Colo em 2006, acabando com uma hegemonia da dupla Ba-Vi que já durava 36 edições. 

Formato e tabela

Em 2021, o Campeonato Baiano seguirá a mesma fórmula dos últimos anos, com primeira fase em pontos corridos, com jogos só de ida. Os quatro melhores classificados avançam para as semifinais e, posteriormente, final, ambas em formato mata-mata e disputadas em partidas de ida e volta. O último é rebaixado.

Durante as quatro primeiras rodadas, algumas equipes terão mais jogos realizados que os adversários, seja por antecipação de partidas ou complementos tardios. Só a partir da 5ª rodada é que as equipes terão o mesmo número.

As semifinais estão marcadas para a primeira quinzena de maio (datas a definir), enquanto os duelos da decisão acontecerão nos dias 16 e 23 do mesmo mês. As equipes de melhor campanha geral têm a vantagem de fazer o jogo de volta em casa em ambas as fases. Em caso de igualdade no saldo de gols, a decisão vai para os pênaltis.

O Campeonato Baiano 2021 dará três vagas para a Copa do Nordeste 2022. O campeão terá direito à primeira vaga, enquanto a segunda será do clube mais bem posicionado no Ranking Nacional de Clubes da CBF. Já a terceira vaga, para a disputa da fase preliminar do Nordestão, será do time que tiver a melhor colocação no estadual, excluindo os classificados para a primeira e segunda vagas. Caso a equipe da primeira vaga não esteja disputando as séries A ou B do Brasileirão, a terceira vaga ficará com o time com a segunda melhor colocação no Ranking Nacional de Clubes da CBF. Trocando em miúdos, Bahia e Vitória estarão garantidos no regional, aconteça o que acontecer.

Além do Nordestão, o estadual também dará vagas para a Copa do Brasil 2022 ao campeão, vice-campeão e 3º colocado. Além disso, também é classificatório para a Série D do Brasileirão.

Os clubes participantes:

Atlético de Alagoinhas
Nome: Alagoinhas Atlético Clube
Apelido/Mascote: Carcará
Data de fundação: 2 de abril de 1970
Títulos baianos: Nenhum
Estádio: Carneirão (Alagoinhas)
Técnico: Estevam Soares

Bahia    
Nome: Esporte Clube Bahia
Apelido/Mascote: Esquadrão de Aço/Super-Homem
Data de fundação: 1º de janeiro de 1931
Títulos baianos: 49
Estádio: Arena Fonte Nova (Salvador)
Técnico: Cláudio Prates (Dado Cavalcanti é o treinador da equipe principal)

Bahia de Feira
Nome: Associação Desportiva Bahia de Feira
Apelido/Mascote: Tremendão/Cangaceiro
Data de fundação: 2 de julho de 1947
Títulos baianos: 1
Estádio: Arena Cajueiro (Feira de Santana)
Técnico: Oliveira Canindé

Doce Mel
Nome: Doce Mel Esporte Clube
Apelido/Mascote: Azulão
Data de fundação: 1º de fevereiro de 1984
Títulos baianos: Nenhum
Estádio: Barbosão (Cruz das Almas) - aguarda confirmação da Federação Bahiana de Futebol (FBF). A estreia será no Lomanto Júnior, em Vitória da Conquista
Técnico: Índio Ferreira
    
Fluminense de Feira
Nome
: Fluminense de Feira Futebol Clube
Apelido/Mascote: Touro do Sertão
Data de fundação: 1º de janeiro de 1941
Títulos baianos: 2
Estádio: Joia da Princesa (Feira de Santana)
Técnico: Thiago Santa Bárbara

Jacuipense
Nome: Esporte Clube Jacuipense
Apelido/Mascote: Leão do Sisal
Data de fundação: 21 de abril de 1965
Títulos baianos: Nenhum
Estádio: Pituaçu (Salvador)
Treinador: Jonilson Veloso
    
Juazeirense
Nome: Sociedade Desportiva Juazeirense
Apelido/Mascote: Cancão de Fogo
Data de fundação: 12 de dezembro de 2006
Títulos baianos: Nenhum
Estádio: Adauto Moraes (Juazeiro)
Treinador: Givanildo Sales

Unirb
Nome: Unirb Futebol Clube
Data de fundação: 12 de outubro de 2018
Títulos baianos: Nenhum
Estádio: Carneirão (Alagoinhas)
Treinador: Laelson Lopes

Vitória
Nome: Esporte Clube Vitória
Apelido/Mascote: Leão
Data de fundação: 13 de maio de 1899
Títulos baianos: 29
Estádio: Barradão (Salvador)
Técnico: Rodrigo Chagas 
    
Vitória da Conquista
Nome
: Esporte Clube Primeiro Passo Vitória da Conquista
Apelido/Mascote: Bode
Data de fundação: 21 de janeiro de 2005
Títulos baianos: Nenhum
Estádio: Lomanto Júnior (Vitória da Conquista)
Técnico: Gabardo Júnior

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas