Guia: tudo o que você precisa saber sobre a Copa do Nordeste 2021

esportes
20.02.2021, 06:05:00
Mascote da Copa do Nordeste, o bode Zeca Brito exibe a taça do torneio (Felipe Oliveira/EC Bahia)

Guia: tudo o que você precisa saber sobre a Copa do Nordeste 2021

Vitória estreia no dia 27, em casa, contra o Santa Cruz; Bahia visita o Salgueiro no dia seguinte

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Falta uma semana para a Copa do Nordeste começar. A partir do dia 27, a bola volta a rolar pelo maior torneio regional do Brasil, que entra em sua 18ª edição. Ao todo, serão 16 times batalhando pela Orelhuda, como é conhecido, carinhosamente, o troféu da competição.

A dupla Ba-Vi representa a Bahia em 2021. O Vitória é o primeiro a estrear: recebe o Santa Cruz no Barradão, às 16h do dia 27, sábado. No dia seguinte, domingo, é a vez do Bahia entrar em campo, visitando o Salgueiro no estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro (PE), às 18h.

O primeiro rival do Esquadrão, aliás, quase desistiu do Nordestão. O clube chegou a protocolar um pedido à Federação Pernambucana de Futebol (FPF) no início de fevereiro, pedindo para sair da competição e da Copa do Brasil 2021, em uma mudança que beneficiaria o Náutico, o grande da vez que ficou de fora. Mas, no dia seguinte, mudou de ideia e decidiu disputar ambas após a CBF não permitir a entrada do time alvirrubro.

O Salgueiro conquistou as vagas por ser o campeão pernambucano de 2020, um título histórico, pois pela primeira vez foi para o interior do estado. A conquista foi assegurada após vitória, nos pênaltis, contra o Santa Cruz. Já a Cobra Coral conquistou a última vaga da Lampions depois de bater o Itabaiana na fase preliminar.

A taça da Copa do Nordeste será disputada por 16 times
(Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

O estado de Pernambuco é o que tem o maior número de representantes, com três. Além do Salgueiro e Santa Cruz, há o Sport. A Bahia tem duas equipes, Bahia e Vitória, assim como Alagoas (CRB e CSA); Paraíba (Treze e Botafogo), Piauí (4 de Julho e Altos) e Ceará, com o Fortaleza e o atual campeão, o Ceará. Já Maranhão, Rio Grande do Norte e Sergipe têm um, cada - respectivamente, Sampaio Corrêa, ABC e Confiança.

O clássico Ba-Vi está marcado para o dia 13 de março, um sábado, às 16h, pela terceira rodada. A partida terá mando de campo do rubro-negro e será disputada no Barradão.

Pelo Nordestão, Bahia e Vitória já se enfrentaram 15 vezes. O rubro-negro é quem leva vantagem: ganhou sete vezes, contra cinco do Esquadrão. Três partidas terminaram empatadas.

O histórico do Ba-Vi na Copa do Nordeste
(Arte: CORREIO)

Formato e tabela

Em 2021, a Copa do Nordeste seguirá a mesma fórmula dos últimos anos. As 16 equipes classificadas foram divididas em duas chaves de oito times, cada. Os do grupo A enfrentam os do grupo B nas oito rodadas da fase de grupos. Os quatro primeiros colocados de cada chave avançam para as quartas de final.

O Bahia está no grupo A, que tem ainda: Confiança, CRB, Ceará, Sampaio Corrêa, Santa Cruz, Treze e 4 de Julho. Já o Vitória está no grupo B, com Sport, Fortaleza, Salgueiro, CSA, Botafogo-PB, Altos e ABC.

Grupo A enfrenta o Grupo B em turno único
(Foto: Copa do Nordeste/Divulgação)

As quartas de final, por sua vez, serão disputadas em jogo único, contra um time do mesmo grupo. Os vencedores avançam à semifinal, também em partida única, só que contra uma equipe que foi da outra chave. Só a final acontece em dois jogos.

A fase de grupos acontecerá entre o dia 27 de fevereiro e 10 de abril. Já as quartas estão previstas para o dia 17 ou 18 de abril. A semi será no dia 24 do mesmo mês, e a decisão será disputada nos dias 1º e 8 de maio.

A Copa do Nordeste chega, em 2021, ao seu nono ano seguido, recorde absoluto. Isso porque, após a edição inaugural em 1994, o torneio ficou parado e só voltou em 1997. Teve sete edições até uma nova pausa, entre 2004 e 2009. Em 2010, retornou, mas com edição isolada. Até que, em 2013, a competição voltou a ser disputada e segue assim, ininterruptamente.

A 18ª edição do torneio terá transmissão na TV aberta, pelo SBT (contrato até 2022), e na TV fechada, via Fox Sports (contrato até 2021). E também será exibida no streaming, através do Nordeste FC (novo nome do Live FC), e no recém-criado canal de pay-per-view nas operadoras.

Ranking dos campeões

O Vitória é o maior vencedor da Copa do Nordeste: tem quatro títulos*. Na cola, aparecem o Bahia e o Sport, com três. Já o Ceará, atual campeão, é dono de duas taças.

Em um ranking por estado, a Bahia é a que tem o maior número de troféus, sete. Em seguida, aparece Pernambuco, com quatro (3 do Sport e 1 do Santa Cruz). O Ceará tem três - além do bicampeão, o Fortaleza tem um. Completam a lista Paraíba, Rio Grande do Norte e Maranhão, cada um com um título, conquistados, respectivamente, por Campinense (2013), América de Natal (1998) e Sampaio Corrêa (2018).

Todos os campeões do Nordestão
(Arte: CORREIO)

*O Vitória se proclama pentacampeão, porque inclui na soma o Troféu José Américo de Almeida Filho de 1976, que teve caráter regional. No entanto, pela Copa do Nordeste, torneio cuja primeira edição foi disputada em 1994, o rubro-negro tem quatro títulos.

Cotas

O aspecto financeiro é sempre um atrativo para os clubes participantes. Neste ano, porém, o montante será menor que no anterior: R$ 26,9 milhões, contra R$ 34,3 milhões de 2020. A redução é consequência imediata da pandemia da covid-19. O valor atual, porém, não contabiliza a receita de pay-per-view, que não terá “cota-base”.

Caso Bahia ou Vitória termine campeão, a premiação embolsada no somatório de todas as fases será de R$ 3,56 milhões. Isso porque juntamente a Sport e Ceará, a dupla Ba-Vi está no chamado subgrupo 1, que recebe mais dinheiro na fase de grupos da competição. As cotas são divididas de acordo com o ranking da CBF.

1. Seletiva (para os clubes eliminados na fase preliminar) - R$ 100 mil – Atlético de Alagoinhas, Globo, Moto Club e Itabaiana

2. Fase de grupos (divisão através do Ranking Nacional de Clubes)

Subgrupo 1 – R$ 1,910 milhão
Bahia (10º), Sport, (16º), Vitória (17º) e Ceará (19º)

Subgrupo 2 – R$ 1,465 milhão
Fortaleza (23º), CSA (30º), CRB (32º) e Santa Cruz (34º)

Subgrupo 3 – R$ 1,290 milhão
Sampaio (35º), ABC (45º), Botafogo-PB (47º) e Confiança (52º)

Subgrupo 4 – R$ 640 mil
Salgueiro (57º), Altos (71º), Treze (73º) e 4 de Julho (s/r)

3. Mata-mata
Quartas de final
: R$ 300 mil
Semifinal: R$ 350 mil 
Vice: R$ 500 mil
Campeão: R$ 1 milhão

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas