Guindaste desaba em campus do Google e deixa quatro mortos

mundo
28.04.2019, 17:50:00

Guindaste desaba em campus do Google e deixa quatro mortos

Acidente aconteceu em Seattle, nos Estados Unidos; oito pessoas ficaram feridas

Um guindaste caiu do topo de um prédio no novo campus do Google em Seattle na tarde de sábado (27) atingindo pessoas e carros na Mercer Street, uma das ruas mais movimentadas da cidade. Quatro pessoas morreram, informaram os bombeiros. Ao menos oito ficaram feridas; três delas precisaram ser levadas para o hospital. O guindaste de construção cedeu durante uma tempestade com rajadas de vento. 

Autoridades da Seattle Pacific University afirmaram que uma de suas estudantes morreu quando o carro em que estava foi atingido pela estrutura. Sarah Wong pretendia se formar em enfermagem e vivia no campus.

Dois trabalhadores da obra também morreram. Ainda não há informações sobre a quarta vítima.

Tim Church, porta-voz do Departamento de Trabalho e Indústrias de Washington, diz que a agência abriu formalmente uma investigação sobre quatro empresas - a GLY, a Northwest Tower Crane Service Inc., a Omega Rigging e a Machinery Moving Inc. e a Morrow Equipment Co. LLC. Church disse que não saber onde as empresas estão sediadas. Investigadores do Estado de Washington estão no local.

Dos feridos, um homem de 28 anos permanece hospitalizado em condições satisfatórias no hospital Harborview Medical Center. Uma mãe e seu bebê já foram liberados do hospital no sábado e uma quarta pessoa foi tratada no local e teve alta.

Os nomes das outras vítimas devem ser divulgados na segunda-feira (29).

Church disse que o guindaste estava sendo desmontado quando caiu do prédio. Segundo ele, a investigação sobre o acidente provavelmente levará meses.

Um trecho da Mercer Street permanece fechado neste domingo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas