Histórico: Gustavo Tsuboi alcança melhor posição do país no tênis de mesa

esportes
27.07.2021, 02:21:00
Atualizado: 27.07.2021, 02:21:54
Gustavo comemora classificação (Foto: Wander Roberto/COB)

Histórico: Gustavo Tsuboi alcança melhor posição do país no tênis de mesa

Ele alcançou marcas de Hugo Calderano e Hugo Hoyama

Gustavo Tsuboi está nas oitavas de final do tênis de mesa, alcançando seu melhor resultado individual em quatro olimpíadas disputadas na carreira. Neste fim de noite de segunda-feira (início da tarde de terça-feira no Japão), o mesa-tenista brasileiro virou diante do nigeriano Quadri Arina, 21º do mundo, para 4 sets a 2, com parciais de 13/15, 11/9, 11/6, 7/11, 11/8 e 11/6, para avançar à inédita fase. Número 2 do Brasil, igualou marcas de Hugo Calderano e Hugo Hoyama.

Tsuboi jamais havia passado da terceira fase do tênis de mesa em uma Olimpíada. Fez história ao ganhar seu segundo jogo em Tóquio, após boa estreia contra romeno, já na segunda fase. Foi a segunda vez que teve o nigeriano pela frente, apesar do longo histórico de ambos no circuito. O primeiro embate ocorreu há nove anos, com 3 a 1 para o brasileiro.

O primeiro set foi equilibrado até o fim, com os atletas precisando ir além dos 11 pontos para fechar. É necessário vantagem de dois pontos para ganhar uma parcial. Quadri fechou após fazer três seguidos e virar de 12/13 para 15/13. No lance decisivo, o brasileiro atacou na rede e a bolinha caiu fora.

A reação veio num segundo set também muito equilibrado. Depois de ter 4/2, sofreu virada para 5/7. No fim, igualou o placar e, no segundo set point, viu o oponente mandar para fora: 11/9. Nervoso após ser superado em um set no qual estava bem, o nigeriano perdeu a concentração e pouco fez na terceira parcial, levando fáceis 11/6.

Ao virar o placar, Tsuboi precisava apenas manter a concentração para ampliar a vantagem. Porém, parecia atrás do placar, errando bastante. Acabou vendo o queniano voltar para o jogo com 11/7 e empate em 2x2.

O brasileiro abriu logo 4 a 0 no quinto set. Até errar um ponto fácil. Arina encostou com 5/6. Mas o brasileiro, bem concentrado, subiu para 10/7, com dois set points. Fechou em 11/7. Vantagem novamente e a um set de vitória. E ele abriu bem, com 4x1. Manteve vantagem folgada e no segundo game point, em seu saque, fechou com 11/6 e 4x2 no placar.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas