Homem armado é preso após fazer morador de rua como refém no Rio

brasil
06.03.2019, 11:41:05

Homem armado é preso após fazer morador de rua como refém no Rio

Ele foi surpreendido pela polícia na suposta tentativa de assalto

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um homem armado, acuado pela polícia, fez um morador de rua como refém na manhã desta quarta-feira (6) no Centro do Rio. Ele foi surpreendido pela polícia na suposta tentativa de assalto.

O crime aconteceu na altura da Rua Benedito Hipólito, na Cidade Nova, que chegou ser interditada ao trânsito por uma hora às 9h.

Pelo twitter, a Polícia Militar (PM) informou que o Batalhão de Operações Especiais (Bope) havia sido acionado para “uma ocorrência com refém na Av. Presidente Vargas, no Centro do Rio”. O trânisto chegou a ser interditado com reforço dos batalhões que atuam na área.

“Por conta da ação da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro - @PMERJ - o trânsito foi interditado no trecho próximo ao Centro de Acompanhamento Escolar. Atenção na região!”, dizia a PM pelo Twitter. Houve acordo com o assaltante, que chegou a apontar a arma para a própria cabeça ameaçando se matar.

Após negociação, a equipe do Bope conseguiu imobilizar o homem, que ficou ferido com um tiro na perna efetuado pelo capitão do Bope que comandou as negociações.

Segundo o Twitter da PM, o homem foi rendido pelos policiais e “está sendo conduzido ao hospital pela ambulância do SAMU”. O caso foi registrado na 5ª Delegacia policial.

A PM ainda não se pronunciou sobre o caso, limitando-se a informar sobre o andamento da ocorrência pelo Twitter.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas