Homem ataca policial e é baleado perto da catedral de Notre-Dame

mundo
07.06.2017, 07:56:00
Atualizado: 07.06.2017, 07:56:40

Homem ataca policial e é baleado perto da catedral de Notre-Dame

O autor do ataque teria gritado ‘isso é pela Síria’, antes de atingir um policial comum martelo e ser baleado

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Ministério Público de Paris abriu uma investigação antiterrorismo após um homem não identificado ter atacado um policial com um martelo na parte externa da Catedral de Notre-Dame nesta terça-feira (6).

Segundo o ministro do Interior da França, Gerard Collomb, o homem gritou “isso é pela Sìria” enquanto seguia os policiais. Segundo a TV francesa LCI, o autor do atentado é um estudante argelino nascido em 1977 que chegou à França em março de 2014 e teria jurado lealdade ao grupo extremista Estado Islâmico (EI).

O autor do ataque teria gritado ‘isso é pela Síria’, antes de atingir um policial comum martelo e ser baleado (Foto: Martin Bureau/AFP)

A área do incidente, um dos pontos turísticos mais movimentados da capital francesa, foi interditada. Um turista escreveu no microblog: “Não é o programa de férias que desejávamos. Presos na Notre-Dame depois que a polícia atirou em um homem. Estamos com nossos dois filhos, aterrorizados”.

Após o ataque, Collomb disse que a polícia encontrou facas de cozinha, um martelo e outras armas pouco sofisticadas com o homem, que estava ferido após ter levado um disparo dos policiais. Esse foi o último de vários ataques na França.

Em abril, um outro homem abriu fogo contra uma van da polícia no Champs Elysées, em Paris, deixando um morto e outros dois feridos. O homem foi morto a tiros pela polícia. Desde o final de 2015, a França está sob estado de emergência, decretado após os ataques que mataram 130 pessoas em novembro.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas