Homem que assediou jornalista é banido de estádios na Itália

esportes
30.11.2021, 21:04:00
Transmissão da TV Toscana captou o momento exato em que o homem passa a mão na bunda de Greta Beccaglia (Reprodução)

Homem que assediou jornalista é banido de estádios na Itália

Repórter Greta Beccaglia fazia uma participação ao vivo após o jogo entre Empoli e Fiorentina no sábado (27)

No último sábado (27), a repórter italiana Greta Beccaglia foi assediada ao vivo por um homem de 45 anos, enquanto fazia uma entrada ao vivo para o canal Toscana TV. A jornalista cobria o movimento do lado de fora do estádio Carlo Castellani, na cidade de Empoli, quando o rapaz passou por trás dela colocando as mãos em sua bunda.

No momento do ocorrido, a repórter responde: "Com licença, você não pode fazer isso". Ela ainda relatou que, antes de dar o tapa, ele cuspiu nas mãos.

Ele foi denunciado por Greta e identificado pela polícia como Andrea Serrani. O homem ficará suspenso de entrar em estádios italianos por três anos. Pouco antes de ser punido, Serrani falou ao vivo em um programa da rádio local La Zanzara, onde pediu desculpas e disse que fez isso pois "estava triste com a derrota da Fiorentina", clube que ele torce e que estava jogando fora de casa naquela ocasião. A partida terminou 2x1 para o Empoli.

Greta respondeu às declarações de Andrea Serrani e disse que "não era suficiente". “Aquele homem fez o mínimo ao se desculpar. Mas um pedido de desculpas nesses casos não é suficiente. A Justiça deve seguir seu curso e estabelecer que aquele gesto vergonhoso é errado”, disse Greta a um outro canal de TV, o RaiNews24.

Após o momento constrangedor ao vivo, Greta Beccaglia tentou continuar a reportagem, mas ficou claramente desconfortável e teve de lidar com outros homens a importunando enquanto tentava fazer o seu trabalho. O âncora, que apresentava o programa nos estúdios da Toscana TV, também foi criticado pelo seu comportamento enquanto as imagens mostravam o assédio.

Logo após a ação de Andrea Serrani, Giorgio Micheletti disse para Greta "não fique zangada". Antes de encerrar a transmissão, ele falou mais uma vez com Greta: "Experiências como essa te fazem crescer, Greta. Vamos terminar sua participação agora, obrigado. Vamos encerrar para que você reagir, se quiser. Não ao vivo, mas pode reagir porque esse comportamento merece isso. Se ele tivesse levados alguns bons tapas quando era criança, provavelmente ele teria crescido melhor", concluiu.

O jornalista se desculpou pelo comportamento no momento do ao vivo e disse que estava apenas "querendo ajudar Greta". Veja o momento do assédio:

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas