Hospedagem, transporte e saúde: como será a volta do futebol na Bahia

esportes
14.07.2020, 13:54:00
Atualizado: 14.07.2020, 19:08:29
Futebol na Bahia vai ser retomado no dia 21, com a Copa do Nordeste (Felipe Oliveira/EC Bahia)

Hospedagem, transporte e saúde: como será a volta do futebol na Bahia

Protocolo para retorno dos jogos no estado foi definido pelas autoridades

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Cada vez mais perto da retomada do futebol na Bahia, um protocolo com orientações de saúde e segurança foi definido para que a bola possa voltar a rolar. A reunião que definiu o processo foi realizada na manhã desta terça-feira (14) e contou com a participação de autoridades sanitárias do estado e de Salvador, além da Liga do Nordeste e da Federação Bahiana de Futebol, responsáveis por organizar a Copa do Nordeste e o Campeonato Baiano, respectivamente.

Em entrevista ao Bahia Meio Dia, o secretário estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte da Bahia, Davidson Magalhães, explicou que o protocolo definido foi baseado em quatro pilares: hospedagens das equipes, transporte, saúde e segurança.

"Discutimos um protocolo que envolve a segurança, hospedagem, transporte e saúde, tudo definido entre a secretaria de Saúde do estado, a prefeitura municipal de Salvador, a Liga do Nordeste e também a Federação Bahiana de Futebol", disse ele.

De acordo com o protocolo, todas as 14 equipes envolvidas na disputa da Copa do Nordeste (Freipaulistano e Imperatriz não jogarão mais porque não têm chance de classificação) vão ficar hospedadas em Salvador. Além da capital baiana, a última rodada da fase de grupos terá jogos em Feira de Santana, Riachão do Jacuípe e Mata de São João, esta última onde está localizado o CT de Praia do Forte.

Com isso, as delegações que atuarem fora de Salvador vão ter que seguir um protocolo determinado pela CBF para chegar à cidade da partida. O processo inclui a higienização do ônibus utilizado, o espaçamento mínimo de duas fileiras, alternadas entre as colunas, além do uso de máscaras e álcool gel na entrada e saída do veículo.

"O transporte será feito dentro do protocolo da CBF, que inclusive é o mesmo seguido em jogos internacionais da Fifa. Isso está garantido, todos os cuidados internos que serão feitos em relação ao transporte. Por parte nossa, das secretarias do estado e das prefeituras dos municípios envolvidos na realização das partidas, decidimos não só os protocolos, mas um plano operacional que foi aprovado e vai ser formalizado para a partir de então a gente dá o ok na realização da Copa do Nordeste", continuou Davidson.

Em relação a saúde, o secretário explicou que o número de pessoas dentro dos estádios vai ser limitado e que os presentes vão ter que seguir as orientações de distanciamento. Além disso, jogadores e membros das comissões técnicas vão ser testados para a covid-19. No caso do Nordestão, os custos dos exames serão bancados pela Liga do Nordeste, com limite de 26 testes por equipe - no Campeonato Baiano, essa despesa fica com os clubes.

"A imprensa será devidamente credenciada, com um número limite de profissionais, seguindo a responsabilidade da Liga do Nordeste e da CBF. Nós teremos o controle sobre isso do ponto de vista do distanciamento e todas as regras necessárias para a questão da saúde", afirmou.

Fique em casa
Uma preocupação das autoridades é a possível aglomeração em torno dos estádios durante a realização das partidas. Por isso, mesmo tendo definido que os jogos serão com portões fechados e que os torcedores não vão ter acesso, uma campanha está sendo preparada para pedir que as pessoas fiquem em casa.

"Em relação à segurança, está chamando muito a atenção de que a gente fique em casa. Já vamos ter o privilégio de ter a final da Copa do Nordeste aqui na Bahia, em Salvador, mas é importante que as pessoas não se aglomerem em torno dos estádios, dos bares. Estamos fazendo uma campanha junto com os clubes, com a Liga do Nordeste, a Federação Bahiana, prefeituras e governo do estado para que não haja aglomeração, como aconteceu em alguns lugares: o jogo acontecendo e as pessoas aglomeradas do lado de fora. Isso não pode acontecer, pois fere o isolamento social", disse Davidson.

Paralisados há quatro meses por conta da pandemia do novo coronavírus, Copa do Nordeste e Campeonato Baiano vão ser retomados a partir da próxima semana, com o regional na terça-feira (21) e o estadual previsto para quarta (22). Para que o Nordestão fosse finalizado em campo, clubes e Liga do Nordeste chegaram ao acordo de fazer o torneio em sede única. A Bahia foi a escolhida para sediar a realização da última rodada da fase classificatória até a decisão. Bahia e Fortaleza, ambos do grupo A, são os únicos que já estão classificados.

Já o Campeonato Baiano precisa ainda de mais duas rodadas para encerrar a primeira fase e definir os classificados e confrontos das semifinais. A FBF ainda não divulgou a tabela detalhada com horários, datas e locais das partidas.

Principal estádio da Bahia, a Fonte Nova está fora das duas competições. O local está abrigando um hospital de campanha para o tratamento de pacientes com a covid-19.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas