Hospital da Mulher realiza mutirão de reconstrução de mama neste sábado (19)

salvador
18.10.2019, 19:44:41
Atualizado: 18.10.2019, 19:48:43
(Alberto Coutinho / Divulgação)

Hospital da Mulher realiza mutirão de reconstrução de mama neste sábado (19)

25 mulheres serão beneficiadas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Vinte e cinco mulheres da capital e do interior realizarão neste sábado (19), no Hospital da Mulher, o procedimento de reconstrução das mamas. O hospital, localizado no largo de Roma, em Salvador, é considerada a maior unidade dedicada às doenças específicas do aparelho reprodutor feminino do Brasil.

De acordo com o coordenador do serviço de cirurgia plástica, Guilherme Queiroz, esta é mais uma ação dentro do Outubro Rosa, movimento internacional que estimula empresas, população e entidades a trabalhar na detecção precoce e tratamento do câncer de mama. 

"Para este mutirão estão escalados nove cirurgiões plásticos, sendo a primeira cirurgia às 7 horas. Atualmente a unidade realiza até 50 cirurgias de reconstrução de mama por mês em pacientes que foram submetidas a mastectomia parcial ou total", explica Queiroz.

De acordo com o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, o Hospital da Mulher presta assistência nas áreas de ginecologia e mastologia, atendimento específico na área de reprodução humana e é dotado de um centro avançado de oncologia, além de atender também situações relacionadas à violência sexual. 

“O Hospital da Mulher passou a atender, em todo o estado, uma demanda que antes não era atendida, ou seja, o problema das doenças ginecológicas cirúrgicas das mulheres. Essas pacientes iam para emergências com sangramentos, hemorragias genitais, miomas, com câncer de mama que demorava muito tempo para ser diagnosticado e tratado, além de problemas de infertilidade, queda de bexiga e incontinência urinária. Todas essas situações passaram a ser tratados, adequadamente, nesse hospital, que atualmente realiza mais de 10 mil procedimentos e quase mil cirurgias por mês”, enfatiza.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas