Hospitalizado há seis dias, Pelé diz que retirou tumor no intestino

esportes
06.09.2021, 14:49:00
Atualizado: 06.09.2021, 15:39:08
Pelé passou por cirurgia no sábado (4) (Ricardo Saibun/Santos FC)

Hospitalizado há seis dias, Pelé diz que retirou tumor no intestino

"Vou encarar mais essa partida com um sorriso no rosto", escreveu o Rei do Futebol

Internado desde o dia 31 de agosto no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, Pelé divulgou um comunicado nesta segunda-feira (6) em suas redes sociais, e deu mais detalhes sobre sua saúde. O Rei do Futebol informou que retirou um tumor no último sábado (4).

Segundo o ex-jogador, de 80 anos, foi identificada uma lesão suspeita no cólon direito, uma parte do intestino. Ele então foi submetido cirurgia para retirada do tumor no local. Pelé havia dado entrada no hospital para realizar exames de rotina e, desde então, segue hospitalizado.

"Felizmente, estou acostumado a comemorar grandes vitórias ao lado de vocês. Vou encarar mais essa partida com um sorriso no rosto, muito otimismo e alegria por viver cercado de amor dos meus familiares e amigos", escreveu.

Minutos depois de Pelé vir a público, o Hospital Albert Einstein confirmou a cirurgia na divulgação do boletim médico do ex-jogador. Os médicos informaram que o "tumor foi identificado durante a realização de exames cardiovasculares e laboratoriais de rotina e o material foi encaminhado para análise patológica".

O boletim médico também informa que Pelé "passa bem" e que está em recuperação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A previsão é que ele seja transferido para o quarto nesta terça-feira (7).

O câncer de cólon, chamado também de câncer do intestino grosso ou câncer colorretal quando afeta o reto, surge quando as células na parte interior do cólon se multiplicam de forma diferente uma das outras, dobrando de tamanho e se inflamando. 

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de intestino é tratável e, na maioria dos casos, curável, ao ser detectado precocemente, quando ainda não se espalhou para outros órgãos. Os sintomas podem ser prisão de ventre, dores abdominais e sangue nas fezes, em casos avançados.

Veja a íntegra do boletim médico:

"O paciente Edson Arantes do Nascimento foi submetido, no último sábado (4), a uma cirurgia de retirada de lesão suspeita no cólon direito, no Hospital Israelita Albert Einstein. O tumor foi identificado durante a realização de exames cardiovasculares e laboratoriais de rotina e o material foi encaminhado para análise patológica.

O paciente, que passa bem, está em recuperação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e a previsão é que seja transferido para o quarto nesta terça-feira (7)".

Assinam a nota os médicos Fabio Narsi, geriatra e endocrinologista no Hospital Israelita Albert Einstein, e Miguel Cendoroglo Neto, Diretor-Superintendente Médico e Serviços Hospitalares do Hospital Israelita Albert Einstein.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas