Inglaterra exige jogos gratuitos para retorno da Premier League

esportes
15.05.2020, 12:00:00
Atualizado: 15.05.2020, 12:04:55
Liverpool lidera o campeonato inglês com folga (Foto: AFP)

Inglaterra exige jogos gratuitos para retorno da Premier League

País também quer que os clubes façam mais investimento no futebol de base

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O governo da Inglaterra autorizou que o Campeonato Inglês seja retomado durante o mês de junho. Mas, para que a bola volte a rolar na terra da rainha, uma série de medidas e adequações vão ter que ser cumpridas para evitar o contágio pelo novo coronavírus. 

Entre as exigências feitas pelo governo britânico estão o maior investimento no futebol de base e transmissões gratuita para que os jogos tenham maior alcance na população. 

"O governo está abrindo as portas para o futebol competitivo retornar com segurança em junho. Isso precisa incluir amplo acesso aos torcedores à cobertura ao vivo e garantir que os ganhos provenientes da retomada do esporte apoiem a família do futebol em geral", declarou Olivier Dowden, secretário de Cultura da Inglaterra, logo após a reunião com representantes da Premier League.

“Agora está com as autoridades do futebol em concordar e finalizar os detalhes dos seus planos. Há boa vontade dos dois lados para entregar isso aos torcedores”, garantiu Dowden.

De acordo com o jornal 'The Guardian', a Premier League já iniciou conversas com as emissoras “Sky Sports” e “BT Sports”, detentoras dos direitos de transmissão do campeonato na Inglaterra, para debater o assunto e se adequar às exigências.

O periódico diz ainda que a intenção do governo é de que os jogos sejam disponibilizados em canais abertos ou plataformas na internet. O governo quer também que a Premier League divida com a EFL, que organiza as três séries inferiores, os lucros do retorno do futebol. O valor gira em torno de R$ 1,4 bilhão. 

Apesar do sinal verde do governo inglês, ainda há um impasse esportivo para o retorno do futebol. Alguns clubes não concordam com a existência de rebaixamento caso o torneio seja encerrado de forma precoce. 

Faltando apenas nove rodadas para o fim da Premier League, o Liverpool lidera a comptição com folga. A equipe soma 82 pontos, 25 a mais que o Manchester City, segundo colocado com 57. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas