Integrantes do MST fecham parte da BR-324 em marcha rumo ao Farol da Barra

bahia
16.04.2016, 10:16:00
Atualizado: 16.04.2016, 11:11:01

Integrantes do MST fecham parte da BR-324 em marcha rumo ao Farol da Barra

De acordo com os organizadores, cerca de três mil pessoas participam do ato

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Integrantes do Movimento Sem Terra (MST) ocuparam na manhã deste sábado (16) algumas vias da BR-324, no quilômetro 604. Eles iniciaram uma marcha em direção ao Farol da Barra, em Salvador, e a previsão de chegada na capital baiana é ao meio dia. De acordo com um dos organizadores do movimento, cerca de três mil pessoas estão participando do ato, mas a expectativa é de que o número total chegue a cinco mil. 

Integrantes do MST têm como destino final do Farol da Barra, em Salvador (Foto: Betto Jr./CORREIO)

"Estamos na BR-324 e vamos sair em caminhada até a Barra. Vamos permanecer por lá até amanhã quando vai ser realizada um missa campal em homenagem aos 20 anos do Massacre de El Dorado dos Carajás", explicou Valdemir Santana, da Central Única dos Trabalhadores (CUT), ao CORREIO. 

Os integrantes do MST se concentram em parte da via e no canteiro central, o que deixa o fluxo de veículos intenso na região. 

Em nota, a Polícia Rodoviária Federal orientou os usuários para evitarem a via por conta do congestionamento que seria formado. "A PRF estará trabalhando com reforço no efetivo para garantir a manutenção da ordem pública com ações isentas e com adoção de protocolos de uma polícia de estado, para, com isso, diminuir os transtornos aos usuários das rodovias", afirmou.  

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas