Isaquias domina bateria na semi, termina em 1º e avança à final

esportes
06.08.2021, 22:04:00
Atualizado: 06.08.2021, 22:05:06
Isaquias Queiroz (Gaspar Nóbrega/COB)

Isaquias domina bateria na semi, termina em 1º e avança à final

Baiano segue na busca pela quarta medalha olímpica na C1 1000m da canoagem velocidade

Isaquias Queiroz deu mais um passo na busca pela sua quarta medalha olímpica. O baiano fez uma semifinal tranquila da categoria C1 1000m da canoagem velocidade em Tóquio e avançou para a decisão. Ele terminou a segunda bateria em primeiro lugar, com o tempo de 4s05m579. Agora, voltará ao Canal Sea Forest para buscar o pódio às 23h53 desta sexta-feira no Brasil (manhã de sábado no Japão).

Os quatro primeiros de cada bateria se classificavam para a final. Isaquias passou todas as três parciais na liderança. Nos 250m, avançou com o tempo de 57s47. Em seguida, nos 500m, seguiu na frente com 1m58s79, e, na terceira, de 750m, fez em 3m01s93. E fechou os 1000m vencendo com 4m05s579.

Também avançaram na semi do baiano: Serghei Tarnovschi, da Moldávia, com 4m06s635; Conrad Scheibner, da Alemanha, com 4m08s503, e Pengfei Zheng, da China, com 4m09s139. A surpresa ficou por conta do bicampeão olímpico Sebastian Brendel, que terminou em sétimo e, com isso, não tem mais chances de medalha.

Na primeira bateria, outros quatro atletas asseguraram vaga na final: Adrien Bart (França), Hao Liu (China), Martin Fuksa (Rep. Tcheca) e Fernando Dayan Enriquez (Cuba).

Na Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016, Isaquias, de 27 anos, foi prata na C1 1.000m e na C2 1.000m, além de ter faturado o bronze na C1 200. Com os três pódios, se tornou o maior medalhista brasileiro em uma única edição dos Jogos. Em Tóquio, já tinha disputado a prova em dupla, ao lado do conterrâneo Jacky Godmann, mas os dois terminaram na 4ª colocação.

Jacky, aliás, também disputou a prova da C1 1000m no Japão, mas acabou eliminado nas quartas de final. Estreante em Olimpíadas, o atleta de 22 anos ficou em sexto lugar na sua bateria, mas apenas os dois primeiros seguiam para a semi.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas