Isaquias Queiroz é ouro no C1 1000m e fatura o bi da prova no Pan

esportes
29.07.2019, 13:06:00
Isaquias à frente do cubano Fernando Jorge (Fábio Canhete / Canoagem Brasileira)

Isaquias Queiroz é ouro no C1 1000m e fatura o bi da prova no Pan

Brasileiro confirma favoritismo e se recupera da decepção do fim de semana

Isaquias Queiroz conquistou nesta segunda-feira (29) o bicampeonato da prova do C1 1.000 metros nos Jogos Pan-Americanos de Lima. Medalhista de ouro desse evento há quatro anos, em Toronto, no Canadá, o brasileiro confirmou o favoritismo ao completar a prova da em 3min47s631.

Após concluir os primeiros 500m da prova na liderança, Isaquias ampliou a sua vantagem na parte final para o cubano Fernando Jorge, que foi o segundo colocado, a 0s943 do campeão. E o canadense Drew Hodges ficou na terceira posição, a distantes 10s23 do brasileiro. 

Três vezes medalhista na Olimpíada do Rio, Isaquias passa a somar quatro medalhas na história do Pan. Em 2015, além do ouro no C1 1.000m, também venceu a prova do C1 200m e foi prata no C2 1.000m. 

Com o triunfo desta segunda, Isaquias deixa para trás o susto e a decepção de sábado (27), quando a expectativa era grande para uma medalha de ouro dele com Erlon de Souza no C2 1.000m, mas, pouco antes da metade da prova, Erlon teve um mal súbito e o barco parou.

Bronze
Também nesta segunda-feira, Vagner Souta faturou a medalha de bronze na disputa do K1 1.000m no Pan. O brasileiro completou a prova em 3min35s960. Ficou atrás, assim, do argentino Agustin Vernice, que liderou disputa desde o começo e cravou 3min31s95, e do canadense Marshal Hughes, que havia terminado os primeiros 500 metros na sexta posição, mas garantiu o segundo lugar com 3min35s907. 

Em 2015, Vagner Souta, de 28 anos, conquistou duas medalhas no Pan de Toronto, levando a prata no K4 1.000m e o bronze no K2 1 000m, resultado agora repetido em Lima.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas