Já é Natal na telinha; vamos ver um filme juntos?

entretenimento
14.11.2021, 16:00:00
Baseado num poema de Tim Burton, O Estranho Mundo de Jack é um dos melhores filmes sobre o Natal (divulgação)

Já é Natal na telinha; vamos ver um filme juntos?

Confira nossa lista com os melhores do gênero e os principais lançamentos que estarão na Netflix nas próximas semanas

Chega o fim do ano e a gente já sabe: todas as plataformas de streaming passam a oferecer dezenas de filmes sobre o Natal. Só a Netflix, a campeã neste segmento, vai lançar 28 longas temáticos entre novembro e dezembro. Mas, veja bem, quantidade não quer dizer necessariamente qualidade.
 Em geral, são filminhos que abusam de clichês em tramas para lá de  previsíveis. Apesar disso, rendem  momentos de leveza tão preciosos que a gente nem repara no padrão repetitivo. 

O bacana é que nem tudo é descartável. Prova disso são os muitos filmes que se tornaram clássicos natalinos. Títulos como Esqueceram de Mim (1990), Um Duende em Nova York (202), Conto de Natal (1999), Férias Frustradas de Natal (1989), Meu Papai é Noel (1994), O Expresso Polar (2004) e Um Herói de Brinquedo (1996). Veja a seguir a lista com os nossos clássicos e os principais lançamentos que virão nas próximas semanas.

Impossível mesmo é listar  filmes de Natal sem lembrar do magnífico O Estranho Mundo de Jack (1993). A animação realizada em stop motion, que  se inspira num poema de Tim Burton, é uma obra imperdível - vá no Disney+ conferir ou assistir mais uma vez. Apesar de ser a cara de Burton, a história de Jack Esqueleto, o rei da cidade do Halloween e sua própria versão do Natal, não foi dirigida por ele, que estava envolvido na sequência de Batman. Ah, se ligue na trilha sonora primorosa de Danny Elfman.

Com isso, a direção ficou por conta de Henry Selick, que anos depois seria o responsável por trazer a obra de Neil Gaiman, Coraline, para as telonas. Outra curiosidade é que a Disney não quis ser creditada no trabalho, considerando o filme muito sombrio para crianças. Para surpresa de muita gente, O Estranho Mundo de Jack foi um sucesso. Três anos depois do lançamento, a Disney reivindicou a propriedade da obra.


Os clássicos:

A Felicidade não se Compra (1946)
Um outro jeito de fazer filme de Natal, ainda que mescle drama, comédia e romance como os atuais. O filme dirigido por Frank Capra foi lançado na década de 1940 e até hoje ganha paródias, versões e é homenageado em séries. No longa, George Bailey (James Stewart) está prestes a se matar quando é salvo por Clarence (Henry Travers) , um espírito que é candidato a anjo. Ao longo da história, Clarence mostra como Bailey é importante na vida de várias pessoas e o convence a dar mais uma chance para vida. Uma delícia de se ver. Onde assistir: Telecine

Simplesmente Amor (2003)
 A produção, que segue a mesma escola de Quatro Casamentos e Um Funeral e Um Lugar Chamado Notting Hill, mostra nove histórias de amor interligadas de alguma maneira, com o clímax acontecendo na noite de Natal. Dirigido por Richard Curtis, conta com uma trilha sonora ótima e um elenco estelar: Liam Neeson, Hugh Grant, Keira Knightley e Emma Thompson, Alan Rickman, Colin Firth e Rodrigo Santoro. Onde assistir: Amazon Prime

Klaus (2019)
O original da Netflix já é um clássico e merece demais ser visto. Não à toa foi indicado ao Oscar de melhor animação. O diretor espanhol Sergio Pablos, que é cocriador de Meu Malvado Favorito, reconta a história de origem do Papai Noel, desfazendo o mito como nós conhecemos. A trama mostra um aprendiz de carteiro preguiçoso que precisa mudar seu comportamento ou não terá direito à herança da família. Com mais de 30 milhões de visualizações só no primeiro mês de lançado, o longa foge dos clichês e promove uma aventura emocionante, inteligente, perfeita para assistir em família. No Brasil, foi dublado por Rodrigo Santoro, Daniel Boaventura e Fernanda Vasconcellos. Onde assistir: Netflix

O Amor Não Tira Férias (2006)
Delícia de sessão da tarde, a comédia romântica O Amor Não Tira Férias, de Nancy Meyers, tem um elenco que, por si só, já chama atenção pelo talento e beleza: Cameron Diaz, Jude Law, Kate Winslet e Jack Black. A história traz duas mulheres desiludidas com seus relacionamentos que trocam de casa por uma semana. Uma vai para a Inglaterra e a outra para os EUA passar o período entre o Natal e o Réveillon. Entre as descobertas amorosas delas, a gente tem uma aula fofa de cinema. Dos clássicos da Era de Ouro de Hollywood até os blockbusters da cultura pop. Onde assistir: Telecine, Netflix

O Grinch (2000) 
Inspirado no clássico literário de Dr. Seuss, o filme (não a animação homônima) de Ron Howard tem seu maior trunfo na interpretação de Jim Carrey, ainda no auge da carreira. A história segue o rabugento Grinch, que faz de tudo para acabar com o Natal dos outros. Seu plano é roubar das pessoas tudo que tenha ligação com a data, até que a menina Cindy Lou Who resolve ficar amiga dele e tentar mudar sua opinião. Carrey tem outro filme natalino que merece ser visto: a animação Os Fantasmas de Scrooge. Onde assistir: Globoplay, Netflix

Os lançamentos:

Um Match Surpresa (5/11)
Comédia romântica 'clichêzona', Um Match Surpresa vai sumir da sua memória daqui a um mês. Mas, assista que o filme rende preciosos minutos de leveza. A história apresenta a jornalista Natalie (Nina Dobrev, de Vampire Diaries), que escreve sobre os encontros frustrados que agenda no Tinder. Apesar de bancar a descolada, fica arrasada cada vez que se decepciona com uma cara. De repente, ela encontra o homem perfeito e resolve passar o Natal com a família dele. Acontece que Natalie descobre que tudo era armação de Josh (Jimmy O. Yang), que não conquista ninguém. Quem assiste comédia romântica sabe como isso vai acabar, né? Onde assistir: Netflix

Um Crush para o Natal (2/12)
Primeiro filme natalino com temática gay da Netflix, Um Crush Para o Natal apresenta Peter (Michael Urie), que está desesperado para evitar o julgamento da família por estar solteiro. Para passar as festas de fim de ano em casa sem ser chateado, ele convence o melhor amigo, Nick (Luke MacFarlane), a fingir que é seu namorado. Mas, a mãe do cara tenta bancar o Cupido e marca um encontro às cegas para Peter. Onde assistir: Netflix

Um Menino Chamado Natal (24/11)
A trama segue o menino Nikolas (Henry Lawfull), que embarca numa aventura extraordinária em busca de seu pai, que sumiu quando procurava a lendária Vila dos Duendes. Acompanhado de uma rena teimosa e um rato de estimação, Nikolas acaba encontrando mesmo o seu destino. O filme, baseado no livro homônimo de Matt Haig, traz a maravilhosa Maggie Smith como avó do garoto. Onde assistir: Netflix

Um Castelo para o Natal (26/11)
Sophie Brown (Brooke Shields, estrela do clássico A Lagoa Azul) é uma escritora de sucesso que decide viajar para a Escócia. Durante a sua estadia no país, ela conhece um belo castelo antigo e se interessa em comprá-lo. No entanto, para conseguir fechar o negócio, ela precisa se entender com um duque  que se recusa a vender a propriedade para uma estrangeira. Preconceito à parte, não deixa de ser curioso que Um Castelo para o Natal seja de Mary Lambert, mesma diretora do genial Cemitério Maldito (1989). Onde assistir: Netflix

A Família Noel (1/11)
O filme belga parte de um pressuposto traumático para situar o público na atmosfera natalina: o menino Jules perdeu o pai no Natal do ano anterior e, por isso, passou a detestar a data. Quando a família precisa de mudar para cuidar o avô dele, o garoto descobre que o velhinho é o verdadeiro Papai Noel e se vê obrigado a repensar o significado do Natal. Onde assistir: Netflix


***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas