Japa System lança primeiro álbum solo

entretenimento
17.06.2021, 17:53:00
Japa System (Foto: Luca Castro/divulgação)

Japa System lança primeiro álbum solo

Músico e produtor faz parte da BaianaSystem há seis anos

O músico e produtor Japa System lança nesta sexta-feira (18), nas principais plataformas digitais, seu primeiro álbum solo, Sistema Percussivo Integrado, no qual apresenta uma percussão híbrida, como define seu som. Integrante do grupo BaianaSystem há seis anos, ele mistura batidas orgânicas com sintetizadores, samplers e bases eletrônicas, como já mostrou no primeiro single lançado, Tum-Kata-Kruáka, com a participação de Carlinhos Brown e lançado em maio.

Com influências da capoeira, candomblé, samba duro e samba de roda, o álbum ainda traz as participações de Larissa Luz, dividindo os vocais com Japa em Gente que Vem, Povo que Vai. Na mesma faixa, o colega da Baiana, Robertinho Barreto, toca guitarra; o rapper carioca Bnegão, em Trindade; e referências na percussão, como Gabi Guedes (Orkestra Rumpilezz), Mônica Millet (uma das primeiras mulheres percussionistas do Brasil) e Marcos Suzano (pioneiro na junção de música eletrônica com base musical afro-brasileira), tocando atabaques, agogô e pandeiro na faixa título.

Gravado nos estúdios da Pracatum, Ilha dos Sapos e Casa das Máquinas, Sistema Percussivo Integrado tem produção e direção do próprio Japa em parceria com o companheiro de BaianaSystem, João Meirelles, e masterização e mixagem de Victor Vaughan. O lançamento é pelo selo Candyall Music, gerido por Carlinhos Brown.

O projeto ainda inclui um curta documental, mostrando um pouco do processo criativo do artista e as suas raízes musicais, com gravações no Candeal e outros pontos de Salvador. No doc ele conta um pouco sobre sua trajetória, os primeiros toques no timbal e as passagens na Timbalada e Terra Samba. Nas plataformas digitais.

 


“Esse disco vai ser o registro de tudo o que passei, todo o sistema construtivo da minha música. Então, tudo que tem ali é muito real, porque o que eu sou, é o meu som. Eu caminho por suas estéticas”, conta Japa System, que já tocou em festivais como o Lollapalooza e Rock in Rio, e rodou Europa e Estados Unidos, além de acumular premiações, como o 28º Prêmio da Música Brasileira (2017) e o Grammy Latino (2019) – ambos ao lado do BaianaSystem.

O álbum tem apoio financeiro do Estado da Bahia, através da Secretaria de Cultura e da Fundação Pedro Calmon (Programa Aldir Blanc Bahia), via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas