Jean Chera diz que sofreu assédio sexual na base do Santos

esportes
25.07.2018, 15:21:00
Atualizado: 25.07.2018, 20:13:14
Jean Chera não vingou no futebol após ter deixado o time do Santos (Foto: Reprodução )

Jean Chera diz que sofreu assédio sexual na base do Santos

Em nota clube alvinegro afirmou desconhecer o caso

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Considerado uma promessa quando atuava nas divisões de base do Santos, o meia Jean Chera afirmou que foi vítima de assédio sexual no clube paulista. A revelação foi feita quando ele conversava com torcedores através da rede social Instagram, na última segunda-feira (23). 

"Já vivi tudo que tinha para viver. Até tentativa de assédio sexual já sofri na base do Santos", disse Chera em resposta ao xingamento de um torcedor. 

Chera falou com torcedores através de uma rede social (Foto: Reprodução)

Uma outra pessoa perguntou se o jogador teria provas da acusação de assédio e Chera afirmou que o crime teria sido cometido por um treinador que já deixou o clube. “Primeira prova é minha consciência. E a segunda, o treinador foi mandado embora na época e apareceram outros casos. Porém naquela época pouco se falava sobre este tema”, explicou.

Chera falou com torcedores através de uma rede social (Foto: Reprodução)

Nesta quarta-feira (25), o Santos se manifestou sobre o caso. Através de nota, o clube alvinegro afirmou desconhecer o caso. Essa não é a primeira vez que profissionais do Peixe são acusados de assédio sexual. 

Em abril deste ano, Ruan Petrick, de 19 anos, registrou Boletim de Ocorrência na polícia relatando um suposto abuso ocorrido em 2010, quando ele defendia a base santista. Na época, Ruan tinha 11 anos e o acusado do crime foi o coordenador da base do clube, Ricardo Marco Crivelli, conhecido como Lica. O profissional foi afastado do cargo pela diretoria santista. 

Confira a nota divulgada pelo do Santos sobre o caso Jean Chera: 

"O Santos FC faz questão de comunicar que foi surpreendida com as declarações do ex jogador do Jean Chera, que foi atleta do clube até 2011. Jean afirmou ter sofrido assédio sexual quando esteve nas categorias de base santista. No entanto, não era do conhecimento da atual gestão a informação, nem tão pouco denúncia sobre o fato. E por fim. o Santos FC faz questão de se colocar à disposição do atleta e da família para todo amparo necessário, além de possível denúncia e elucidação do lamentável fato tornado público".

Chera, hoje com 23 anos, despontou como promessa no Santos, mas deixou o clube por problemas com a diretoria. Após sair do alvinegro, o meia rodou por Genoa, Flamengo, Atlético-PR, Cruzeiro, Oeste, Universitatea Craiova, da Romênia, Paniliakos, da Grécia, Buelna, da Espanha, Cuiabá, Santos B, Portuguesa Santista e Sinop, sempre com passagens apagadas. Atualmente, ele está sem clube. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas