Jean: São Paulo afirma não abrir mão de 'princípios de conduta'

esportes
18.12.2019, 13:01:00
Atualizado: 18.12.2019, 16:52:26
Jean tem contrato com o São Paulo até 2022 (Divulgação)

Jean: São Paulo afirma não abrir mão de 'princípios de conduta'

Goleiro foi detido nos EUA acusado de agredir a esposa durante férias em Orlando

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O São Paulo emitiu uma breve nota oficial através da qual se pronuncia a respeito do goleiro Jean, que foi detido nos Estados Unidos, nesta quarta-feira (18), acusado de agredir a esposa Milena Bemfica em Orlando, onde o casal passa férias com as duas filhas.

No texto publicado no site e redes oficiais, o clube afirma: "O São Paulo Futebol Clube informa que acompanha o caso envolvendo o atleta Jean Paulo Fernandes Filho e aguarda apuração dos fatos para definir as medidas cabíveis. Em seus quase 90 anos de existência, o São Paulo construiu uma história pautada por princípios sólidos de conduta dentro e fora de campo, e não abre mão deles".

A publicação foi feita às 9h41, apenas 14 minutos depois da detenção do atleta - ocorrida às 7h27 no fuso local (e 9h27 no de Brasília) - e possivelmente ainda sem essa informação. O CORREIO tentou contato com o empresário de Jean, Paulo Pitombeira, sem êxito. O GloboEsporte.com informa que ele está em contato com a diretoria do São Paulo para definir o desfecho futebolístico do atleta, que tem contrato com o clube até dezembro de 2022. Segundo o mesmo site, a diretoria são-paulina quer rescindir o vínculo com o jogador.

Milena denunciou durante a madrugada as agressões que atribui ao marido. "Eu estou aqui em Orlando e olha o que Jean acabou de fazer comigo. Alguém me ajude. Jean acabou de me bater, gente, socorro", contou através dos stories do aplicativo Instagram. No vídeo, ela mostra que estava trancada no banheiro do hotel quando fez a gravação.


A mulher também revelou um trecho da conversa privada entre ela e Jean na mesma rede social. Segundo Milena, o goleiro de 24 anos estaria lhe fazendo pressão psicológica em retaliação às denúncias.

"Parabéns. Terminou com minha carreira. E suas filhas vão passar fome", escreveu Jean. Antes, Milena havia escrito: “Não me julgue. Eu sempre estive com você. Você não pode virar as costas pra mim assim... sem me ouvir”.

Milena mostra o rosto com marcas de agressão (Reprodução / Instagram)

Minutos após a publicação dos vídeos e da captura de tela com a conversa entre os dois, Milena apagou os stories. Depois, ela publicou um novo vídeo afirmando que estava sem celular e em outro lugar, distante do marido, e na companhia das filhas.

“Eu estou com as meninas. E está tudo bem (...). Depois eu vou me pronunciar, só estou falando porque tem muita gente falando comigo e eu não tenho como responder. Eu não tenho WhatsApp, estou tipo incomunicável, mas está tudo bem”, afirmou em vídeo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas