'Jogamos pela nossa imagem', afirma Zidane sobre o Real Madrid

esportes
10.12.2019, 16:38:11
Atualizado: 10.12.2019, 16:52:21
(Foto: Shutterstock/Reprodução)

'Jogamos pela nossa imagem', afirma Zidane sobre o Real Madrid

Técnico ressaltou importância de jogo contra o Brugge

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O fato de o Real Madrid já estar classificado para as oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa não tira a importância da partida contra o Brugge, na Bélgica, nesta quarta-feira (11), às 17h (de Brasília), pela sexta e última rodada da fase de grupos. Ao menos é o que pensa o técnico francês Zinedine Zidane.

Na entrevista coletiva prévia à partida, o treinador classificou o jogo como amistoso, mas disse que seus comandados tratarão o duelo com seriedade. A equipe espanhola é a vice-líder do Grupo A, com oito pontos, e o Brugge, terceiro colocado com três, busca a vitória para ir à Liga Europa.

"A mensagem é sempre a mesma e queremos fazer um bom jogo. Nada mais. Eu não gosto de amistosos. É um jogo da Liga dos Campeões e jogamos pela nossa imagem", afirmou Zidane. "Sempre queremos jogar um bom futebol e continuar com nossa boa dinâmica e sequência. Não por causa do resultado, que é uma consequência do nosso bom jogo, mas queremos jogar bem e fazer as coisas bem. Se não pensarmos assim, iremos mal", continuou.

O clássico contra o Barcelona novamente foi assunto na entrevista coletiva de Zinedine Zidane nesta terça-feira. O jogo foi remarcado para o próximo dia 18, quarta-feira, em razão da série de protestos na Catalunha que pedem a independência da região.

Zidane desconversou sobre o clássico, dizendo que seu grupo está focado no confronto diante do Brugge.

"Não sei nada sobre o clássico e o que me interessa é o jogo de amanhã (quarta-feira, 11). É a única coisa que está em nossas cabeças. O resto virá e teremos tempo para conversar sobre isso", declarou o treinador. Ele não comentou sobre os protestos e a conotação política das manifestações. Apenas afirmou que nada o amedrontava quando estava em campo", disse.

"Há coisas que você não pode controlar. A única coisa que podemos controlar é o futebol. Há muitas opiniões e eu não me meto", pontuou. "No campo, nunca senti medo. Quando o jogo começa nunca tive medo de jogar", garantiu Zidane.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas