"Jogo mais importante do ano pra nós", avalia lateral Raul Prata

e.c. vitória
25.11.2021, 18:56:00
Atualizado: 25.11.2021, 20:59:06
Raul Prata atuando contra o Internacional pela Copa do Brasil ( Raul Pereira/ECV)

"Jogo mais importante do ano pra nós", avalia lateral Raul Prata

Partida contra o Vila nova, no domingo (28), define o futuro do Vitória no Brasileiro

Durante o segundo dia de treinamentos que preparam o Vitória para o confronto com o Vila Nova, no domingo (28), o lateral-direito Raul Prata concedeu entrevista coletiva no CT Manoel Pontes Tanajura e avaliou o cenário para a rodada final da Série B. Apesar do Leão não depender mais apenas de si para evitar a queda, o jogador reforçou que a concentração do elenco está em fazer sua parte e vencer o adversário.

"A gente tem esperança de vencer a nossa parte. E o que vai acontecer nos outros jogos a gente tá tentando não pensar nisso. Durante o jogo a nossa equipe tem que focar pro que nós precisamos fazer, porque não é difícil acontecer os resultados para que a gente escape do do rebaixamento. No último jogo a gente teve essa chance de depender só da gente e não conseguimos, então essa partida é vencer e todo mundo tá tá esperançoso de que que vai acontecer o melhor pra nós. É o jogo mais importante do ano para nós", afirmou Raul.



O atleta, que afirmou nunca ter vivenciado um rebaixamento para a Série C, lembrou que a atual situação do clube se dá por um primeiro turno ruim no Brasileiro, e falou sobre o impacto das polêmicas extra campo no dia a dia dos atletas e nos jogos das competição.

"Acho que não dá para medir o quanto essas coisas atrapalham um jogador ou outro. Mas lógico quando as coisas começam a se já o negócio tem de andar melhor. No segundo turno nosso, o clube deu uma organizada e as vitórias começaram a vir. Se é coincidência, não sei, mas a equipe vinha jogando da mesma forma no primeiro turno. A gente sempre que entra no campo não lembra nada dos problemas que estão acontecendo extra campo. Só que não as vitórias não vinham", disse.

A partir do momento em que a equipe "deu uma organizada", segundo o lateral, os resultados começaram a melhorar. " Já no segundo turno a gente conseguiu fazer com que as vitórias viessem, o clube deu uma organizada, e o time começou a encaixar e fizemos grandes partidas, ganhando jogos. Isso que era o mais importante. Tenho certeza que quando tá mais organizado, ajuda muito", completou.

Com o reforço de vários nomes da divisão de base que passaram a integrar o elenco principal do Vitória - incluindo atletas que assumiram a titularidade, como David, por exemplo - Raul Prata, que tem 34 anos, se tornou uma das referências do vestiário durante a campanha na Série B.

"Acho que eu já sou acho que um dos mais velhos do grupo. Já tenho uma vivência maior que a maioria dos jogadores aqui, mas os meninos foram muito fortes também. Porque não é fácil jogar um campeonato mais de vinte rodadas na zona de rebaixamento e jogando bem, como a equipe vem jogando Então, essa experiência que eles estão pegando por jogar esse campeonato tão difícil que tá sendo esse ano, eles vão evoluir muito para futuro", finalizou o jogador.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas