Jonas Bueno conta trajetória marcada pela vontade de compartilhar

entretenimento
23.11.2020, 21:46:00
(Foto: Reprodução)

Jonas Bueno conta trajetória marcada pela vontade de compartilhar

Modelo é criador do projeto Focus Moda e foi convidado de Joca Guanaes na Live Segundou

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Vários dos rostos que você viu dando vida ao Fashion Film do Afro Fashion Day 2020 são experientes na passarela mais negra do Brasil. O modelo, diretor de arte, ator e ativista Jonas Bueno, 27, é uma dessas pessoas. Vencedor do Afro em 2018 após passar pelas seletivas de bairro, Jonas sequer iria concorrer naquela oportunidade e só o fez porque os alunos do seu projeto social ficaram "colocando pilha", ou insistindo, como se diz na Bahia.

Jonas contou parte da sua trajetória a Joca Guanaes na Live Segundou desta segunda (23). Essa e outras histórias estiveram presentes durante mais ou menos 1h de bate-papo ao vivo no Instagram @correio24horas. Toda a conversa está disponível no perfil.

O modelo é fundador do projeto Focus Moda, que nasceu após uma experiência frustrada em São Paulo - onde tentou modelar após fazer umas série de workshops, cursos e até desfilar em algumas passarelas na Terra da Garoa. As oportunidades, no entanto, não tiveram continuidade.

Mesmo sem receber as críticas diretamente, Jonas acredita que o olhar dizia muita coisa: o fato de não ter grana para investir em mais cursos, ser nordestino e negro pesou bastante naquela época. Ele aponta que hoje há uma evolução quanto a isso, mesmo que as oportunidades ainda estejam longe do ideal.

Essa experiência frustrada fez com que ele voltasse para Salvador com um projeto na bagagem: criar uma iniciativa que desse oportunidade a outros jovens, sem ter o corpo ou as condições das pessoas como o ponto fundamental. A ideia de Jonas era de ser alguém que acredita no potencial de pessoas. Esse foi e é o lema do FocusModa, que existe desde 2015.

"A primeira turma teve 70 jovens, só que a equipe não poderia refazer o que faziam lá fora: ir atrás do belo, dos meninos altos, das meninas altas... A ideia era buscar um espaço onde todos tinham espaço", disse

Desde o nome, a Focus Moda e Produções comunica tudo que propõe fazer: conquistar pessoas através da moda e da produção artística-cultural, e transformar suas histórias individuais e coletivas. Para isso, é preciso foco e persistência. “Eu sei que nem todo mundo vai virar modelo, sei que nem todos vão colocar em prática aquilo que sonham, mas tiveram oportunidade, e com foco, é possível”, defende Jonas.

Mais de 1800 pessoas passaram pelo projeto que funciona no Subúrbio 360, em Vista Alegre, no Centro Cultural Plataforma e no Casarão da Diversidade, no Pelourinho. Compartilhar é o grande 'vício' de Jonas. Para ele, não faz sentido aprender se não for para passar o conhecimento à frente.

Pensando em pessoas negras, esse mantra faz ainda mais sentido: Jonas entende que meninas e meninos pretos na cidade não têm tantas oportunidades e que uma pessoa disposta a ensinar algo de bom costuma ser um divisor de água na vida de muitas dessas pessoas. Mesmo que não se torne um ator, modelo ou artista. É por isso que ele abre mão de critérios mais mercadológicos na hora de fazer as suas seleções.

O papo completo entre Joca Guanaes e Jonas Bueno pode ser visto, na íntegra, logo abaixo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas