Jornalista desabafa após morte do filho: 'Um vazio absurdo'

esportes
11.01.2020, 11:45:00
Atualizado: 11.01.2020, 11:49:48
Mendel Bydlowski postou depoimento emocionado (Reprodução/ Twitter)

Jornalista desabafa após morte do filho: 'Um vazio absurdo'

Filho de Mendel Bydlowski, Artur Loiola, de 5 anos, morreu após cair do quinto andar de um prédio

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Jornalista da ESPN Brasil, Mendel Bydlowski se pronunciou pela primeira vez após a morte do filho Artur Loiola, de 5 anos, que sofreu o acidente fatal na tarde de sexta-feira (10), após cair do quinto andar de um prédio em Guarujá, no litoral de São Paulo.

Mendel usou o Twitter para agradecer o carinho recebido por colegas de imprensa, clubes de futebol e também dos telespectadores. "Eu que agradecer. Do fundo do meu coração, quero agradecer. A solidariedade das pessoas que rezaram na praia em frente ao prédio, o empenho do médico e da enfermeira que prestaram o primeiro atendimento, a atenção dos policiais, bombeiros, pessoal do SAMU e do hospital. Todos fizeram o que podiam. Quero agradecer o apoio da ESPN e as mensagens de colegas, amigos, gente que me conhece da televisão, gente que nunca me viu, clubes, assessores, jogadores. Tudo isso está sendo muito importante para toda a minha família", escreveu. 

Depois, o jornalista lembrou com carinho do filho e dos últimos momentos em família. "No ano passado, ele juntou em um cofrinho moedas que sobravam de compras que a gente fazia. Falamos que ele podia comprar um presente no fim do ano com esse dinheiro, mas ele teve outra ideia. Ele mandou mensagens para toda a família e disse que, quem se comportasse bem, ganharia um sorvete pago por ele no fim do ano. Ele cumpriu a promessa e todos ganharam sorvetes. Foi também uma despedida para todos", continuou. 

Por fim, Mendel Bydlowski fez uma reflexão. "Acho que o lugar do Arthur não era aqui. É nisso que me apego nesse momento. Estou com um sentimento de vazio absurdo, mas estou em paz para cuidar da minha esposa e do meu filho mais novo. Obrigado, Arthur", finalizou. 

O acidente

O repórter esportivo da ESPN estava com a mulher e os dois filhos a passeio no Guarujá quando o acidente ocorreu. Arthur caiu de um prédio localizado na Avenida Marechal Deodoro da Fonseca, em frente à praia de Pitangueiras, esquina com a Rua Rio de Janeiro.

Conforme informações da Polícia Civil, a vítima estava brincando com o irmão mais novo, próxima a um vidro do apartamento, que já estava um pouco quebrado. Na brincadeira, o menino acabou forçando o vidro, que cedeu e ocasionou a queda da criança. Artur chegou a ser socorrido às pressas e encaminhado ao Hospital Santo Amaro, mas teve uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas