Jovem portador de autismo expõe quadros na Semana dos Museus

entretenimento
19.05.2020, 06:00:00
Oxalá pintado por Bernardo Tochilovsky, que tem 20 anos é portador de autismo (fotos divulgação)

Jovem portador de autismo expõe quadros na Semana dos Museus

Mostra integra série de eventos que seguem até domingo (24) na internet

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Diagnosticado com Transtorno do Espectro do Autismo, o artista plástico Bernardo Ribeiro Tochilovsky, 20 anos, está vivendo um momento especial: suas criações, desde segunda-feira (18), podem ser vistas em todo o mundo, no Instagram do Palacete das Artes (@palacetedasartes).

A exposição virtual, que leva o título Onde os Olhos Alcançam, integra a Semana de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), que vai até domigo (24) e neste ano tem o seguinte mote: Diversidade e Inclusão - Cultura Baiana nos Museus do IPAC.

“As obras de Bernardo revelam o que o seu olhar capta da natureza, o que percebe em cada figura, seja um animal, pessoa ou planta. Busca aquilo que no momento chama a sua atenção por meio de observação ou do seu próprio imaginário”, explica Camila Govas, artista plástica e educadora, que acompanha Bernardo na sua formação. 
A mãe de Bernardo, Maria Angela, fala sobre a sensibilidade artística do filho: “A arte de Bernardo é pura como ele, nos toca de forma muito sincera, sem rodeios. A exposição fala de como os olhos dele alcançam para além e aquém daquilo que nos é possível ver. Nos instiga a ver a simplicidade das coisas mais óbvias, mas que passam quase desapercebidas na correria do dia a dia”.

Nas redes sociais

A Semana dos Museus, que chega à 18ª edição, celebra o Dia Internacional dos Museus e ocorre desde 2003. Começou com 57 museus inscritos e hoje tem a participação de mais de mil instituições. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Museus, o evento costuma aumentar em 103% o número de visitantes em relação à semana que antecede seu início. Mas, diante da quarentena provocada pela pandemia da covid-19, os museus permanecem fechados e a solução, portanto, foi recorrer às redes sociais.

Foto de Tarciso Albuquerque, em exposição 360 graus

No total, sete instituições baianas, da capital e do interior, participam da iniciativa: Museu de Arte da Bahia (MAB), Palacete das Artes, Centro Cultural Solar Ferrão, Museu Tempostal, Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica, Parque Histórico Castro Alves (Cabaceiras do Paraguaçu/BA) e Museu do Recolhimento dos Humildes (Santo Amaro/BA).

É nos meios digitais que acontecerão exposições como a de Bernardo, além de discussões sobre diversidade e inclusão. “É justo que, em um momento oportuno como este e diante de um cenário de pandemia, sejam evidenciadas as riquezas e a diversidade de um povo tão singular como é o baiano, mas sem esquecer que é um período em que todos devem ser incluídos, abrangendo as diversas deficiências e suas especificidades”, explica o diretor geral do Ipac, João Carlos de Oliveira.

Até domingo, especialistas estarão em lives nas redes sociais dos museus para falar sobre inclusão e diversidade. Amanhã, por exemplo, às 17h, no Instagram @museusdabahia, a empresária e produtora cultural Cynthia Paixão vai conversar com Aiala Gonçalves - coordenadora do Museu Tempostal - sobre o empoderamento da mulher negra. 

No mesmo dia, às 16h, no Instagram do Museu de Arte da Bahia, Viviane Sarraf, fundadora e consultora da Museu Acessíveis, fala sobre acessibilidade nos museus. Para as crianças, no mesmo dia, haverá contação de histórias, além de um bate-papo sobre o Museu Udo Knoff.

Ateliê de Miguel Cordeiro será conhecido numa live

SEMANA DOS MUSEUS

PALACETE DAS ARTES
De 18 a 24/05 - exposição virtual “Onde os olhos alcançam”, de autoria do artista Bernardo Ribeiro Tochilovsky.
21/05 - 16h – Live com o artista plástico Miguel Cordeiro que vai bater um papo sobre seu processo de produção artística, além de mostrar os bastidores de seu ateliê. Ele planeja montar, ainda este ano, uma mostra inédita chamada "Diários da quarentena". Transmitida pelo Instagram: palacetedasartes.

MUSEU DE ARTE DA BAHIA
Lives transmitidas pelo Instagram do MAB: museudeartedabahia.

18/05 - 16h - Joana Flores (museológa), com o tema: Memórias pandêmicas e museus em tempos de opressão no século XXI.
21/05 - 16h - Luis Freire (museológo), com o tema: Acervo do Museu de Arte da Bahia: Discursos possíveis e inclusão.

MUSEU TEMPOSTAL
Lives serão transmitidas pelo Instagram Museus da Bahia: museusdabahia.
20/05 - 17h – Empoderamento da mulher negra no século XXI. Com Aiala Gonçalves (coordenadora do Museu Tempostal) e Cynthia Paixão (empresária e produtora cultura) em um bate papo a respeito do passado, presente e futuro dos direitos e qualidades dessas mulheres na sociedade. E mostrando também a importância da exposição “Nossas curvas não se curvam” em cartaz no local.

MUSEU UDO KNOFF DE AZULEJARIA E CERÂMICA
Lives serão transmitidas pelo Instagram Museus da Bahia: museusdabahia.
24/05 – 15h - No domingo em comemoração ao aniversário de 26 anos do museu, uma atividade voltada para crianças. Live com contação de história com a boneca Júlia sobre a formação da coleção que deu origem ao Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica.
26, 27 e 28/05 - 17h - Representações dos Super Heróis Negros nos Quadrinhos. Com Renata Alencar (coordenadora do Museu Udo Knoff) e Sávio Queiroz (historiador, mestre em História, paleógrafo e professor da UFBA) que vai dividir o tema pelas décadas, para um estudo mais completo. 

PARQUE HISTÓRICO CASTRO ALVES
Lives serão transmitidas pelo Instagram Museus da Bahia: museusdabahia.
21/05 - 15h - Gestão cultural em pós pandemia. Com Diogenisa Oliva (museóloga e coordenadora do Parque Histórico Castro Alves) e Vinicius Zacarias (especialista em Gestão Cultural e professor da FFCH/UFBA). Discussão sobre os desafios enfrentados pelos gestores públicos da cultura na Bahia no cenário de suspensão de atividades culturais presenciais devido à pandemia da Covid 19. Reflexão sobre soluções criativas de formação de público digital, fomento e assistência a artistas e produtores, além dos impactos econômicos para o setor.

CENTRO CULTURAL SOLAR FERRÃO
Lives serão transmitidas pelo Instagram Museus da Bahia: museusdabahia.
25/05 - 16h - Coleção de Arte Africana Claudio Masella. Com Fátima Soledade (coordenadora do Centro Cultural Solar Ferrão) e Antônio Luiz Santos Figueiredo (turismólogo, Ogan da Casa Branca e estudioso dos assuntos ligados à Cultura Africana). O bate-papo vai abordar questões ligadas à doação da Coleção de Arte Africana - mais de 1000 peças que vieram da Itália para Salvador em 2004. Também será discutida a formação da coleção e as influências exercidas por alguns grupos étnicos representados na exposição à cultura baiana, além do destaque de algumas peças do acervo exposto que despertam a curiosidade de visitantes para considerações do convidado.

MAM

Até 24/05
Exposição fotográfica Salvador, do Povo, de Lina e de Todos os Santos em 360 graus 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas