Juazeirense e Atlético brigam por título inédito do Baiano

esportes
29.07.2020, 10:00:00
Juazeirense e Atlético abrem a semifinal (Carlos Humberto/Juazeirense e Felipe Oliveira/EC Bahia)

Juazeirense e Atlético brigam por título inédito do Baiano

Clubes do interior garantem pelo menos um representante na final de 2020. Será a quarta vez nessa década

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Pela quarta vez nesta década, um time do interior chegará na final do Campeonato Baiano. E a certeza se dá graças à semifinal que começa nesta quarta-feira (29) entre Juazeirense e Atlético de Alagoinhas. A partir das 21h30, a bola rola no Adauto Moraes, em Juazeiro. A volta é domingo (2), às 16h, em Alagoinhas.

As duas equipes conseguiram a classificação à semifinal graças ao arranque na retomada do futebol. Ambos estavam fora da zona de classificação quando houve a paralisação, em março, e venceram as duas rodadas finais da primeira fase disputadas neste mês.

A única derrota do Cancão no estadual foi justamente para o Atlético, por 2x1, na última rodada antes da paralisação, no dia 8 de março.

Hoje, a esperança de gols do time chama-se Nino Guerreiro, atacante que soma quatro gols no Baiano. A vice-artilharia do Cancão está com o zagueiro Wendel, que tem três. O defensor, aliás, foi fundamental na reta final da fase classificatória, marcando gol nas duas partidas restantes do time. Jeam, centroavante ex-Bahia, também é uma das opções do técnico Carlos Rabello.

Para o Carcará, o divisor de águas foi a vitória contra o Bahia. Sob as orientações de Agnaldo Liz, que deixou o Vitória depois que o time sub-23 foi desfeito, o Atlético de Alagoinhas fez duas atuações precisas e conseguiu um segundo lugar na fase de pontos corridos, o que dá a vantagem de decidir no Carneirão. O fato de ter vencido os dois líderes das duas últimas rodadas dá moral ao Atlético. 

Com a referência do veterano Magno Alves no ataque, o time ganhou confiança e não desperdiçou as chances que teve, principalmente contra o Jacuipense na rodada final. Venceu por 1x0, com gol do lateral direito Felipinho. 

Assim como fez na partida contra o Bahia, a direção do Carcará colocou à venda os ingressos virtuais, que custam R$10. Os torcedores que adquirirem a entrada online concorrem a uma camisa oficial autografada pelo elenco. Compre clicando aqui.

Disputar uma final seria inédito para a Juazeirense. Já o Atlético tenta chegar novamente, como aconteceu em 1973, ano em que foi vice do Bahia. Em 2007 o clube também disputou a última fase, porém foi um quadrangular, e terminou em 3º lugar.

Bahia e Jacuipense iniciam a outra semifinal na quinta-feira (30), no Valfredão, em Riachão do Jacuípe. O jogo de volta é no domingo, em Pituaçu.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas