Justin Bieber copia Johnny Cash e faz show em presídio dos EUA

entretenimento
17.05.2021, 17:03:17
O cantor Justin Bieber está divulgando o novo trabalho (reprodução instagram)

Justin Bieber copia Johnny Cash e faz show em presídio dos EUA

Em presídio em Los Angeles, na Califórnia, cantor apresentou Lonely, parceria com Benny Blanco

Justin Bieber copiou Johnny Cash e se apresentou em um presídio na última semana de março. Em uma missão religiosa, o cantor fez show em um presídio de Los Angeles, Califórnia. No final de abril, TMZ publicou um vídeo da apresentação. 

O artista cantou Lonely, parceria com Benny Blanco, para os prisioneiros. A canção fala de solidão na adolescência em meio à fama mundial. Bieber tocou cerca de quatro músicas.

De acordo com a revista Vogue Brasil, os prisioneiros participaram de programas religiosos para reabilitação e reintrodução social. Pela missão cristã de Bieber, a visita do artista incluiu um momento com os detentos enquanto tomavam banho de sol no pátio: contaram experiências de vida para o cantor.

Herói da música americana, Johnny Cash fez dois shows no presídio Folson, no final dos anos 60 (reprodução)

O feito do cantor relembra o de Johnny Cash: além de ser preso sete vezes por uso de drogas e por colher flores em local privado, fez diversos shows na prisão na década de 1960 para levar consciência sobre o sistema prisional - considerava-o falho por não ajudar ninguém. A situação dos detentos o motivou a continuar com as apresentações. (As informações são do Washington Post). 

Também gravou discos como At Folsom Prison (1968) e At San Quentin (1969) no local. O primeiro show dele em uma cadeia aconteceu em 1958.

Foi o primeiro concerto de Bieber no presídio. No momento, trabalha na divulgação do disco Justice (2021). 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas