Karol Conka se defende de críticas aos preços altos de coleção de bolsas; Mochila chega a R$ 745

Famosos
10.04.2017, 11:08:00

Karol Conka se defende de críticas aos preços altos de coleção de bolsas; Mochila chega a R$ 745

'Apenas assinei uma coleção de bolsas... Agora parem de sensacionalismo', escreveu a rapper no Twitter

A rapper Karol Conka usou o Twitter para rebater críticas dos fãs pelos altos preços de sua coleção de bolsas e chaveiros para a marca Soleah.  “Ainda não lancei uma grife minha. Apenas assinei uma coleção de bolsas da Soleah. Me deixem progredir! Não estou prejudicando ninguém… Que triste viver num mundo com pessoas que descontam suas frustrações na vida alheia. Quando eu lançar MINHA grife, farei produtos acessíveis a todos. Agora parem de sensacionalismo! Beijo enorme, amo vocês mesmo me julgando”, escreveu a curitibana. 

Karol posa com bolsa de sua coleção para a Soleah (Foto: Reprodução/Instagram)

O item mais barato da coleção assinada pela apresentadora do Super Bonita, do GNT, é um chaveiro de R$ 89. Já uma mochila chega a R$ 745. Nas redes sociais, Karol vem sendo fortemente criticada por falar de desigualdade em suas letras e estar vinculada à marca que cobra altos preços.

"Pra uma mulher negra que se apoia no ativismo negro/periférico e vive de discurso empoderador das mulheres negras e pobres, isso é muita hipocrisia. Sabendo em qual país ela vive e na conjuntura atual de crise econômica, me soltar uma linha de produtos onde uma mochila custa 800 reais e um chaveiro custa R$ 125 é muita hipocrisia e demagogia. Muito fácil ser ativista lucrando em cima de uma causa", comentou uma seguidora. 

"Acho que o problema de gente alienada é que é difícil de entender, que se uma pessoa prega tanto a humildade, a igualdade, as raízes, ela não concordaria em aceitar vender um produto que leva o seu nome à um preço abusivo desse. É ir contra a tudo o que disse pra cativar fãs. Obviamente ela não escolhe o quanto pagarão, mas tem o poder de não compactuar com isso em prol de lucros, uma vez que parte deles, com certeza, vai pra ela", escreveu outro. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas