Kyrgios vence duelo de 4h e encara Nadal no Aberto da Austrália

esportes
25.01.2020, 14:47:50
Atualizado: 25.01.2020, 14:57:46
(Foto: Greg Wood/AFP)

Kyrgios vence duelo de 4h e encara Nadal no Aberto da Austrália

Entre os brasileiros, Stefani e Soares avançam

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O tão esperado duelo entre o espanhol Rafael Nadal e o tenista local Nick Kyrgios, conhecido pelas suas polêmicas, vai acontecer no Aberto da Austrália. Os dois venceram seus jogos da terceira rodada e vão se enfrentar nas oitavas de final do torneio.

Rafael Nadal passou com tranquilidade pelo seu compatriota Pablo Carreño Busta, 30º do ranking da ATP. O número 1 do mundo dominou o adversário e venceu o confronto por 6/1, 6/2 e 6/4, em 1h39 e avançou às oitavas na Austrália pela 13ª vez, sendo a quarta seguida.

Nadal fez seu melhor jogo até aqui e se mostrou agressivo em quadra. Ele disparou 42 bolas vencedoras e cometeu apenas sete erros não forçados. Nas subidas à rede, pontuou em 11 das 12 tentativas. Seu saque também foi um ponto alto, de modo que acertou nove aces, não cometeu dupla falta e teve aproveitamento de 84% em seus serviços.

"Foi a minha melhor partida no torneio até aqui, sem dúvida", avaliou Nadal após o triunfo. "Hoje os meus saques encaixaram e, então, comecei a acertar alguns forehands na linha. Essa foi a chave da vitória", completou.

Ao contrário do espanhol, Kick Kyrgios, número 26 do mundo, teve que suar muito para vencer sua partida. O australiano superou uma verdadeira batalha física e mental que durou 4h26. Ele bateu o russo Karen Khachanov (17º) por 6/2, 7/6 (7/5), 6/7 (6/8), 6/7 (7/9) e 7/6 (10/8).

Muito exigido fisicamente, Kyrgio solicitou atendimento médico duas vezes durante o confronto. Primeiro, sentiu dores no glúteo. Depois, reclamou de um incômodo na parte posterior da coxa esquerda. Mesmo extenuado, o tenista local conseguiu suportar o cansaço para triunfar no duelo que teve quatro tie-breaks, para a alegria dos torcedores.

Kyrgios deu mostras de que venceria sem tanta dificuldade depois que abriu 2 sets a 0 e chegou a liderar a terceira parcial por 4/2, ficando a dois games de uma tranquila vitória em sets diretos. No entanto, o russo ressurgiu e mostrou muita força. Para forçar o quinto set, ele salvou dois match points, um no tie-break do terceiro set e outro no tie-break da parcial seguinte.

Khachanov, no entanto, cometeu erros consecutivos no reta final do set decisivo, no momento em que parecia que a vitória viria, e viu o Kyrgios definir a partida em seu potente saque.

Nadal tem uma vantagem apertada no histórico contra Kyrgios. O espanhol soma quatro vitórias e o australiano contabiliza três triunfos. Eles duelam neste domingo (26).

Outros resultados
Daniil Medvedev avançou às oitavas de final do torneio pelo segundo ano consecutivo. O tenista russo superou o tenista local Alexei Popyrin, 96º do ranking, por 6/4, 6/3 e 6/2. Número 4 do mundo, ele tenta chegar às quartas de final da competição pela primeira vez em sua carreira.

Na próxima fase, Medvedev vai encarar Stan Wawrinka, que nem precisou se desgastar para passar de estágio. O suíço, 15º do ranking, se classificou depois que o norte-americano John Isner abandonou o duelo no segundo set, após pouco mais de 1 hora de jogo, quando perdia por 4/1 - na primeira parcial, foi derrotado por 6/4. O motivo da desistência foi uma lesão no pé esquerdo do número 19 do mundo.

Quem continua sem perder sets no torneio é Alexander Zverev. O alemão, número sete do mundo, derrotou o espanhol Fernando Verdasco (51º) por 6/2, 6/2 e 6/4.

Dono de 11 títulos de nível ATP, Zverev, que busca seu primeiro troféu de Grand Slam e nunca passou das oitavas na Austrália, terá como adversário na sequência da competição o embalado russo Andrey Rublev, 16º do ranking, e que já conquistou dois títulos neste início de temporada - em Doha e Adelaide.

Para chegar às oitavas, o tenista da Rússia despachou o belga David Goffin (11º) por 2/6, 7/6 (7/3), 6/4 e 7/6 (7/4).

Mais cedo, Dominic Thiem e Gael Monfils confirmaram o favoritismo em suas partidas e vão se enfrentar nas oitavas. O austríaco, número 5 do mundo, superou o norte-americano Taylor Fritz (34º) por 6/2, 6/4, 6/7 (5/7) e 6/4, e o francês bateu o letão Ernests Gulbis, apenas 256 do ranking, em sets diretos - 7/6 (7/2), 6/4 e 6/3.

Stefani avança às oitavas nas duplas na Austrália; Soares vence nas mistas
O Brasil não tem mais 100% de aproveitamento nas duplas no Aberto da Austrália, mas permanece com chance de título. Neste sábado (25), Marcelo Melo e seu parceiro polonês Lukasz Kubot foram eliminados na chave de duplas masculina, mas Luisa Stefani não decepcionou e avançou às oitavas de final na chave de duplas feminina ao lado da norte-americana Hayley Carter.

Stefani e Carter, que na primeira rodada passaram pelas chinesas Yinying Duan e Saisai Zheng, cabeças de chave número nove, venceram outra dupla da China para irem às quartas. Elas deixaram pelo caminho Xinyun Han e Lin Zhu, vencendo por 6/2 e 7/5, em 1h30 de jogo.

A brasileira e a norte-americana vão enfrentar na próxima fase a canadense Gabriela Dabrowski e a letã Jelena Ostapenko, que triunfaram diante de Sabrina Santamaria e Asia Muhammad, ambas dos Estados Unidos, por 6/2 e 6/4.

Stefani também pode se tornar a primeira brasileira nas quartas de final de um Grand Slam nas duplas desde 1982, quando Patrícia Medrado e Cláudia Monteiro chegaram a esse estágio em Wimbledon.

Na chave masculina das duplas, Marcelo Melo e Lukasz Kubot, cabeças de chave número 2, caíram para o mexicano Santiago Gonzalez e o britânico Ken Skupski, perdendo em sets diretos, por 7/5 e 7/6 (7/4).

O jogo foi equilibrado e decidido a favor do mexicano e do britânico em razão da eficiência dos dois, que não cometeram erros não forçados e aproveitaram as poucas quebras que tiveram.

Duplas mistas
O Brasil estreou na chave de duplas mistas no Aberto da Austrália com uma vitória e uma derrota. Bruno Soares debutou ao lado da norte-americana com o pé direito. Eles venceram a polonesa Alicja Rosolska e o alemão Andreas Mies por 6/2 e 6/4 e, na próxima fase, medem forças contra o indiano Rohan Bopanna e a ucraniana Nadiia Kichenok.

Bruno Soares já foi campeão nas duplas mistas em Melbourne. O feito foi alcançado em 2016, quando o brasileiro atuava ao lado da russa Elena Vesnina. Ele tem ainda dois títulos de Grand Slams nas mistas, ambos do US Open, em 2012 com a russa Ekaterina Makarova e em 2014, jogando com a indiana Sania Mirza.

Já Marcelo Demoliner foi eliminado na Austrália. O brasileiro e a chinesa Ying-Ying Duan perderam de virada para a taiwanesa Hao-Ching Chan e o neozelandês Michael Venus, cabeças de chave número 4, por 5/7, 7/6 (7/5) e 10/8.

Marcelo Melo foi eliminado na chave de duplas masculina, mas ainda está nas mistas. O mineiro, parceiro da checa Barbora Strycova, estreia neste domingo (26). Os dois enfrentam a norte-americana Bethanie Mattek-Sands e o britânico Jamie Murray.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas