Lama da Samarco devasta 15 km², diz relatório do Ibama

brasil
01.12.2015, 13:06:00

Lama da Samarco devasta 15 km², diz relatório do Ibama

Segundo o documento, o volume de rejeitos vazados foi de 34 milhões de metros cúbicos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A lama que vazou da barragem Fundão, em Mariana-MG, devastou 15 km² de terras ao longo de 77 km de rios, diz relatório do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Segundo o documento, divulgado pelo jornal O Estado de S.Paulo, essa extensão territorial inclui áreas de preservação permanente.

O laudo técnico do Ibama deverá servir de base para a ação civil pública de cerca de R$ 20 bilhões que o governo federal pretende mover contra a Samarco. Segundo o documento, o volume de rejeitos vazados foi de 34 milhões de metros cúbicos, de um total de 50 milhões que estavam na represa.

(Foto: Leandro Merçon/Instituto Últimos Refúgios/Divulgação)

Em relação à biodiversidade, o relatório estima que foram atingidas mais de 80 espécies nativas de peixes, 11 delas ameaçadas de extinção e 12 que são encontradas apenas no Rio Doce. O documento destaca ainda que a "mortalidade instantânea" dos animais "é apenas um dos impactos" do desastre.

"Muito mais do que os organismos em si, os processos ecológicos responsáveis por produzir e sustentar a riqueza e a diversidade do Rio Doce foram afetados", diz o laudo. Ainda segundo o relatório, os impactos ambientais não se limitam aos danos diretos.

O Ibama ressaltou que no meio ambiente diversas variáveis se inter-relacionam, sobretudo em uma bacia hidrográfica. "As medidas de reparação dos danos, tangíveis e intangíveis, quando viáveis, terão execução a médio e longo prazo, compreendendo neste caso pelo menos dez anos", diz o laudo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas