Leonardo de Deus fica na sexta posição na final do 200m borboleta

esportes
27.07.2021, 23:17:00
Atualizado: 27.07.2021, 23:19:06
Leonardo de Deus foi o sexto colocado na final dos 200m borboleta (Jonne Roriz/ COB)

Leonardo de Deus fica na sexta posição na final do 200m borboleta

Húngaro Kristof Milak leva ouro e bate recorde de Michael Phelps

Não deu para Leonardo de Deus na final dos 200m borboleta em Tóquio-2020. Depois de fazer o segundo melhor tempo da semi, o brasileiro ficou em sexto lugar na decisão, disputada na noite desta terça-feira (27, pelo horário do Brasil), com o tempo de 1m55s19. 

"Foi uma final maravilhosa, participar de uma final olímpica. É logico que sinto que poderia lutar por essa medalha de bronze. Só de esta na final, sexto do mundo, numa época muito difícil para a humanidade, com dificuldade de treinamento, tudo que a gente passou. Eu fiz o que prometi, que era entregar o melhor Léo de Deus", disse, em entrevista ao SporTV.

"É a realização de sonho. Hoje fizemos uma final olímpica, a sexta melhor marca. Obrigado a todo mundo que acreditou e investiu. Ainda tem muito Léo de Deus pela frente", completou.

Grande favorito da prova, o húngaro Kristof Milak levou a medalha de ouro, com direito a quebra de recorde olímpico. O campeão no Japão nadou em 1m51s25, enquanto a marca do americano era 1min52s03. Milak, aliás, é o dono do recorde mundial dos 200m borboleta, com 1m50s73.

A prata ficou com o japonês Tomoru Honda, com 1m53s73. Já o bronze foi para o Federico Burdisso, com o tempo de 1m54s45.

Na semifinal, Léo de Deus havia nadado em 1min54s97. Foi o melhor tempo da carreira do atleta de 30 anos, nascido no Mato Grosso do Sul. Em sua terceira Olimpíada, o brasileiro chegou à final dos 200m borboleta pela primeira vez. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas