Livro que reúne escritos inéditos de Smetak é lançado nesta quinta-feira

entretenimento
30.05.2019, 11:48:00
Atualizado: 30.05.2019, 11:54:01
(Foto: Divulgação)

Livro que reúne escritos inéditos de Smetak é lançado nesta quinta-feira

A ação faz parte do projeto Desengavetando Smetak, do escritor e jornalista gaúcho &.Migracielo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Famoso pelas inovações musicais, o pesquisador e músico suíço-baiano Walter Smetak (1913-1984) tem uma vasta e pouco conhecida produção literária que está, a partir de hoje, reunida no livro O Enxerto do Takaká & Outros Textos (300 páginas | Edufba e Outr&M Editorial). Parte do projeto Desengavetando Smetak, do escritor e jornalista gaúcho &.Migracielo, a obra será lançada nesta quinta-feira (30), às 18h, no Centro Cultural Solar Ferrão, no Pelourinho.

Poesia, ensaio, crônica, memórias, cartas, dramaturgia e considerações musicais fazem parte da obra que reúne uma seleção de escritos inéditos de Smetak. Durante o lançamento gratuito que acontece no dia em que se completam 35 anos de sua morte, um time de artistas influenciados por Smetak faz um encontro musical. São eles: Uibitu Smetak (filho de Smetak), Tuzé de Abreu, Aishá e Marcos Roriz, Ia Santanchè, Edbrass Brasil, Greice Carvalho, Amine Barbuda,  Heitor Dantas e Vladimir Bomfim.

O livro evidencia o português peculiar de Smetak, que aprendeu só com 24 anos, e inclui um apêndice com uma relação parcial de palavras criadas por ele, inexistentes no dicionário. “São palavras com uma densidade muitas vezes filosófica”, destaca Migracielo, 36 anos, responsável pelo livro. “Tanto a música, quanto a filosofia permeiam muito a obra escrita de Smetak”, observa o autor, que conheceu a literatura de Smetak a partir do cantor Tuzé de Abreu, que assina o prefácio do livro.

Capa do livro que será lançado nesta quinta. (foto: Divulgação)

A dimensão imaterial da obra do músico suíço-baiano é reforçada por Migracielo, que defende: “a gente tem que olhar cada vez mais para o humano e é o que Smetak faz”. “Smetak traz um aporte que reverbera na vida em si. Ele tem uma visão mais ampla da arte e ela está ligada à existência como um todo. Toda a obra dele, e nos escritos que selecionei para o livro, fica claro: ele tem uma preocupação com a existência em modo integral. Ele traz a dimensão imaterial também, espiritual e isso está muito forte”, reflete.  


Serviço

O quê: Lançamento do livro O Enxerto do Takaká & Outros Textos

Onde: Centro Cultural Solar Ferrão (Pelourinho | 3116-6743)

Quando: Nesta quinta-feira (30), às 18h

Ingressos: Gratuito 

Preço do livro no lançamento: R$ 30

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas