Liz admite jogo ruim do Vitória: 'Teremos 15 dias para trabalhar'

e.c. vitória
02.02.2020, 19:46:59
Atualizado: 02.02.2020, 23:13:56
Conquista teve as melhores chances no primeiro tempo (Luciana Flores / ECPP VC)

Liz admite jogo ruim do Vitória: 'Teremos 15 dias para trabalhar'

Técnico tem reclamado do pouco tempo para treinar a equipe

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Na entrevista coletiva após o empate em 2x2 com a Juazeirense, na última quarta-feira (29), o técnico Agnaldo Liz disse que esperava uma atuação melhor do time de aspirantes do Vitória contra o Vitória da Conquista, neste domingo (2). A razão para acreditar nisso: a melhora no ritmo de jogo e no entrosamento da equipe.

Não aconteceu. A equipe de transição tornou a mostrar dificuldade na criação de jogadas, e só conseguiu o resultado positivo nos minutos finais, com Eron. O rubro-negro venceu por 2x1.

Apesar do triunfo, o técnico explicou o motivo da atuação apagada da equipe: “O campo estava segurando demais a bola. Eles se adaptaram a isso correndo mais com a bola. Até conduziram bem, mas estavam amarrando demais o passe. A gente teve essa dificuldade, de perder o ‘time’ (tempo) do passe”.

Também reconheceu que a atuação foi abaixo do que esperava, mas valorizou a vitória: “Não foi uma grande partida, realmente, mas o importante foi o resultado. Nossa equipe cresceu, já tivemos algumas situações de jogo ali que me agradaram. Estamos amadurecendo. Temos muitos jovens, então é claro que essa equipe vai oscilar. Mas o importante nesse momento será crescer com o resultado positivo”.

Desde a pré-temporada, Agnaldo Liz tem reclamado da falta de tempo para treinar. O elenco se apresentou em 2 de janeiro, e já no dia 22 teve que entrar em campo.

Agora, o Vitória terá duas semanas para trabalhar. O próximo compromisso do time de aspirantes é no dia 15 de fevereiro, contra o Atlético de Alagoinhas, no Barradão, pela quinta rodada do estadual. “Vamos ter 15 dias para trabalhar em cima desse resultado positivo, e depois teremos mais 15 dias para o Ba-Vi, e com isso dá para corrigir uma série de coisas”, disse o técnico, lembrando o clássico de 1º de março. O Ba-Vi do próximo sábado (8) será pela Copa do Nordeste, com o elenco principal.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas