LM Frotas realiza encontros com líderes em busca de feedbacks

gptw
14.05.2015, 17:25:00
Atualizado: 14.05.2015, 17:25:07

LM Frotas realiza encontros com líderes em busca de feedbacks

Para estreitar os relacionamentos e colher opiniões vale de reuniões informais até cafézinho

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O mundo mudou e o ambiente corporativo também. A figura do chefe fechado e sisudo vem perdendo espaço para a do gestor mais descontraído e cada vez mais próximo dos seus liderados. E para estreitar os relacionamentos e colher opiniões vale um pouco de tudo, desde reuniões informais  até café com o presidente.

“Uma empresa só cresce pelos funcionários. Aqui, a gente estimula a prática de escutar para ampliar a absorção de ideias, de soluções e de enfrentamentos de desafios”, diz o diretor corporativo do grupo baiano LM - que emplacou a LM Frotas na lista GPTW Bahia-2014, além da AuraBrasil e da Bravo Caminhões -, André Passos. 

Débora Mira gosta da atenção dada à opinião dos funcionários.
(Foto: Robson Mendes/Correio*)

Com 38 anos de fundação e 350 funcionários no Brasil, a LM Frotas disponibiliza dois eventos formais para colher o feedback dos funcionários. Passos explica que, um deles, é o Encontro com o Diretor, evento que acontece a cada 15 dias e conta com a participação de dez funcionários da empresa, incluindo desde o cargo de auxiliar de serviços gerais até o de executivo.

“Os convidados elaboram perguntas e nos encaminham com antecedência, para que o diretor se prepare”. Segundo ele, as perguntas são interessantes, de temas livre e sem censura. “Isso é importante para estimular as pessoas a falarem e também para desenvolver a liderança”.

O outro canal com o mesmo objetivo é o encontro mensal com o presidente, uma espécie de bate-papo informal com o maior líder do grupo. “A diferença nessa ação é que o tema não é livre. O presidente do Grupo LM, Luiz Mendonça, escolhe um tema importante, mas que não esteja ligado ao trabalho. É como se fosse uma confraria”, resume Passos.

“O que o presidente mais gosta de falar é de pessoas”. São essas discussões que norteiam a empresa na hora de traçar um plano de comunicação para divulgar melhor os resultados internos, por exemplo. “É nesse exercício de escuta, baseado na transparência, que surgem as ideias”, destaca.

Experiência
Prestes a ter o primeiro filho, a especialista em novos negócios da LM Frotas, Débora Mira, já participou dos dois encontros e os avalia como positivos. “É uma oportunidade da gente falar o que pensa. Essa atenção com nossa opinião não tem preço. Aqui, a gente trabalha em equipe e comemora os resultados juntos, coisa que não acontece em empresas muito grandes”, diz ela.

Débora pediu demissão de uma multinacional para trabalhar na LM Frotas, onde está desde junho de 2012, em busca de novos desafios profissionais e qualidade de vida. Ela revela que muito funcionário ainda teme em falar o que pensa e ser retaliado por isso. “Momentos como esses servem para a gente ser visto. Hoje, sinto que as pessoas me procuram mais para pedir minha opinião”. 

A coordenadora de desenvolvimento de pessoas do Grupo LM, Liane Quintella, diz que esses encontros serviram de pontapé para outras ações relacionadas com a prática de escutar, a exemplo do Prêmio de Melhores Práticas, que reconhece as melhores práticas dos colaboradores. São três vencedores por ano, sendo dado um prêmio de R$ 3 mil para cada.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas