Lucas Araújo abandonou redes sociais e teve ajuda de Dabove para ressurgir no Bahia

e.c. bahia
14.09.2021, 14:52:00
Atualizado: 14.09.2021, 15:07:38
Chegada de Dabove teve influência para virada de Lucas Araújo no time tricolor (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Lucas Araújo abandonou redes sociais e teve ajuda de Dabove para ressurgir no Bahia

Antes criticado, volante experimenta boa fase sob o comando do argentino

O trabalho de Diego Dabove no comando técnico do Bahia ainda está no início, mas, na Cidade Tricolor, alguns jogadores têm motivos de sobra para comemorar a chegada do argentino. Um deles é o volante Lucas Araújo. 

Titular nos dois últimos jogos do Esquadrão no Brasileirão, Lucas saiu das críticas para os elogios na equipe. O volante tem sido peça importante no esquema de Dabove e afirma que o bom momento passa diretamente pela conversa que teve com o treinador. 

"Importância total do Mister. Me deu bastante confiança, falou para que eu jogasse com personalidade, fizesse o que eu vinha fazendo durante os treinamentos. Foi de grande importância porque eu precisava de sequência", afirmou ele.

Volante com característica de forte marcação, Lucas Araújo conseguiu dar solidez ao meio-campo tricolor, mas também vem ajudando na parte ofensiva. Contra o Fortaleza, por exemplo, foi ele quem roubou a bola no meio-campo e deu belo lançamento para Rossi na jogada que terminou com o primeiro gol de Rodallega. 

A boa fase, aliás, contrasta com o que foi o início do jogador  na equipe baiana. Contratado em definitivo junto ao Grêmio como uma aposta para o futuro, o volante de 22 anos teve muita dificuldade nas primeiras partidas. Ele conta que, por conta das críticas, parou de usar as redes sociais e teve o apoio da família para superar a fase.  

"Eu não vinha tendo sequência, sempre entrava em um momento que a equipe não estava muito bem na partida, estava sofrendo. Mas isso é passado. Vinha me preparando, foquei, deixei as redes sociais de lado. Quando a oportunidade veio, pude dar sequência e ajudar a equipe", explicou Lucas.

"Foi fundamental eu estar junto da minha família. É o meu alicerce. Tive que ter muita resiliência. Não foi fácil. A equipe não vinha em um momento bom, mas isso já passou. A gente vem em uma crescente. Tem que olhar para frente e buscar querer mais. A gente vai buscar crescer", completou. 

Luta contra degola
Depois de amargar sequência de oito jogos sem vencer, o Bahia vem dando sinais de reação no Brasileirão. O tricolor conquistou quatro pontos nos dois últimos jogos, mas ainda ronda a zona de rebaixamento. Por isso, Lucas sabe que será fundamental vencer o Bragantino, sábado (18), na Fonte Nova. 

"Pensamento de decisão, foco total. A gente sabe que todo jogo vai ser decisivo para nós. Por detalhe a gente não venceu a última partida. A gente vai continuar com foco e com a tranquilidade que vem tendo nos jogos. No momento certo, como vem sendo nos últimos jogos, as coisas vão começar a acontecer", garantiu.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas