Luxemburgo não entra em acordo e deixa o comando do Vasco

esportes
13.12.2019, 18:37:59
Atualizado: 13.12.2019, 18:43:44
(Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Luxemburgo não entra em acordo e deixa o comando do Vasco

Técnico disse que saída não foi por motivos financeiros, mas por querer equipe que brigue por títulos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Vanderlei Luxemburgo não será o técnico do Vasco em 2020. O treinador, que assumiu o time com poucas rodadas no Campeonato Brasileiro, confirmou nesta sexta-feira (13) que não se acertou com o presidente Alexandre Campello para renovar o vínculo. Foram diversas reuniões até o técnico tomar sua decisão.

Em um comunicado, Luxemburgo afirmou que o problema para sua continuidade não foi financeiro, mas esbarrou na necessidade de uma equipe mais competitiva para brigar por títulos.

"Sei das dificuldades do Vasco e fiz uma proposta dentro da realidade que eu entendo não afetar o lado financeiro, porém pelo trabalho realizado esse ano, que para um clube do tamanho do Vasco foi pouco, sou ambicioso e me permito pensar grande, tenho objetivo de buscar sempre conquistas e títulos, o que me faz pensar no todo, por isso preferi deixar o presidente à vontade", explicou

O treinador foi contratado com o objetivo de livrar o clube do rebaixamento. À época, o time havia conquistado apenas um ponto em cinco rodadas. Com Luxemburgo, o Vasco melhorou bastante o rendimento, somou 49 pontos e, além de ficar distante da degola, conquistou uma vaga na Copa Sul-Americana.

Em oito meses, o técnico comandou o time em 34 jogos, com 12 vitórias, 12 empates e 10 derrotas.

Luxemburgo fez um agradecimento especial aos torcedores. "Sei que construímos uma relação calcada em confiança e respeito mútuo. Cada dificuldade nos fortaleceu, mas os gestos de carinho do torcedor para comigo só me fez perceber o quanto o futebol ainda está vivo dentro de todos nós", escreveu o treinador.

"Parabéns torcida vascaína, vocês nos ajudaram muito na manutenção da equipe na primeira divisão, lugar do Vasco, quero agradecer também aos funcionários do clube, aos atletas e a direção, a convivência e o trabalho foram maravilhosos. Saio com o sentimento de ter contribuído para mais um momento importante da vida desse gigante e a partir desse instante, como acabo de encerrar as negociações para a renovação do contrato, para que cada um possa seguir o seu caminho", finalizou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas